+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A reforma de Fátima entra em sua reta final e reabrirá o próximo Abril

Falta pôr o pavimento e limpar. Contará com chão e teto radiante

 

Os operários atuam no interior do templo, na semana passada. - EL PERIÓDICO

SIRA RUMBO CÁCERES
15/02/2020

A reforma da igreja de Fátima entra em sua reta final e se prepara para abrir o 3 de Abril. Esse dia (Sexta-feira de Dolores) se levar a cabo uma missa para celebrar a reabertura às 20.00 horas. Os trabalhos deviam ter terminado a finais do mês de Dezembro (começaram em Junho e o prazo de execução era de seis meses) mas têm sofrido um atraso porque as autorizações necessários tardaram em conceder-se.

O grosso da atuação, que era a substituição da coberta e o arranjo das humidades, já está finalizado. A obra, que tem costado 700.000 euros, se iniciou por segurança, já que o telhado estava construído de {fibrocemento}, uma mistura de cimento {pórland} e {amianto} que se utilizava na construção dos anos 70, quando precisamente se levantou esta igreja. Se usava sobretudo para o isolamento dos edifícios, embora também para a execução de canais, depósitos e conduções de água. Em Espanha se proibiu seu fabrico no ano 2002, embora o regulamento não obriga a retirar as estruturas que já existam, que se podem manter até ao fim de sua vida útil.

Ainda assim, como trata-se de um material tóxico, se estimou que sua retirada era necessária. Sua manipulação requer vários autorizações que são precisamente os que têm atrasado o final da atuação. «A obra começou em Junho mas até setembro não chegou a autorização, felizmente já está quase tudo terminado», explica o pároco Diego Zambrano. Só/sozinho diminui retirar a coberta da capela de adoração perpétua, que se deixará para quando entre a primavera devido a que o interior desta dependência está construído em madeira e, se se retira o telhado, se deixa ao ar livre e chove, poderia deteriorar-se.

tinha HUMIDADES/ Se tem aproveitado além disso para arranjar as humidades, que já tinham provocado o desprendimento de várias partes do teto (sem chegar a causar danos pessoais porque no momento no qual se caíram os falsos tetos não tinha ninguém no interior da igreja). E para substituir o sistema de aquecimento. Trata-se de uma igreja de grandes dimensões e o atual não tinha a suficiente potencia como para aquecer todas as dependências, pelo que se decidiu instalar chão e teto radiante. Será um templo eficiente, já que funcionará por meio de placas terrenos colocadas na coberta.

Nestes momentos diminui ainda pôr o pavimento novo (pavimento) e ser feito uma limpeza a fundo dos tijolos das paredes que, ao ser de cor branca, encontram-se muito estragados. Vão a limpar com um sistema especial para evitar que se deteriore. «A construtiva a posto mais pessoal porque já demos a ordem/disposição de que tem que estar terminado em Abril», acrescenta o pároco. Desde/a partir de Junho a atividade da paróquia se transferiu ao colégio Josefinas, que tem cedido sua capela e seu salão de atos para celebrar as missas e outras atividades.