+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Provecaex se interessa pelo local que Mercadona deixará no Viveiro

Procura além disso outras duas superfícies para abrir outro ‘super’ mais no centro da cidade. Já negoceia com a cadeia valenciana, que o fechará quando abra no Ruta de la Plata

 

Uma imagem de arquivo da fachada do Mercadona del Vivero. - FRANCIS VILLEGAS

SIRA RUMBO
24/01/2020

Provecaex se interessa pelo local que Mercadona deixará no Vivero. A cadeia valenciana fechará o supermercado desta bairro quando abra no centro comercial Ruta de la Plata pelo que Provecaex já iniciou os contactos com a empresa para poder instalar-se neste espaço. Por enquanto não há nada de seguro já que Mercadona ainda não decidiu também não se continuará utilizando a superfície do Vivero como zona de armazém logístico.

A previsão que considera a assinatura que dirige Juan Roig é instalar-se no Ruta de la Plata durante o próximo verão. Uma vez que abra neste novo espaço fechará o supermercado do Vivero. Todos os trabalhadores se transferirão à nova superfície, que provavelmente necessite contratar a mais empregados. São tempos estimados, já que Mercadona ainda não tem começado nem se queira a adaptar o espaço no qual se localizará no centro comercial. Já tem solicitado a licença de obras à Câmara Municipal mas ainda não se deu luz verde à mesma.

Faz tempo que Provecaex procura terrenos no centro da cidade para abrir um novo supermercado. Praticamente desde que inaugurasse a loja que tem em Antonio Silva começou a interessar-se por alargar a presença da cadeia na capital cacerenha. Por enquanto só conta com este supermercado e com outro de maiores superfícies na avenida Juan Pablo II. De facto, foi uma das firmas extremenhas que se interessou por instalar-se no Ruta de la Plata quando o Eroski anunciou o seu fecho. No entanto, as negociações não chegaram se queira a materializar-se porque o centro comercial não estava interessado neles.

mais negociações / Tal como explica um dos seus proprietários, Francisco Ramírez, o seu objetivo é abrir dois novos supermercados no centro. Um seria o do Vivero, se se consegue chegar a um acordo com Mercadona (o transferência seria rápido já que só faria falta adaptar um pouco o local, que já está preparado para oferecer um serviço de supermercado). E para o outro já mantém negociações com os proprietários de dois superfícies, embora neste caso seria necessário construir o edifício porque os terrenos encontram-se sem urbanizar.

De chegar-se a um acordo com a firma valenciana o Vivero continuaria sendo um ponto neurálgico de oferta em alimentação. Em poucos metros se concentram agora mesmo três supermercados diferentes: Mercadona (que manteria a sua oferta se se instala Provecaex), Dia e Lidl.