+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O novo hospital já tem subestação elétrica para abrir os salas de operações

Serve para garantir o funcionamento do centro em caso de que se registe um apagão. O próxima transferência será o serviço de Digestivo e cirurgia maior {ambulatoria}

 

Alguns pacientes citados ontem, numa das salas de espera do novo hospital com uma foto de Cáceres. - FRANCIS VILLEGAS

SIRA RUMBO caceres@extremadura.elperiodico.com CÁCERES
28/03/2019

El novo hospital já conta com uma subestação elétrica, necessária para poder/conseguir abrir os salas de operações. Sua função é a de garantir que a eletricidade do complexo hospitaleiro continue funcionando em caso de que se registe um apagão ou algum problema no sistema elétrico. Qualquer incidente destas características nos salas de operações poderia ter consequências muito graves em caso de não contar com esta infraestrutura.

Os {quirófanis} se abrirão, não obstante, antes do 30 de Abril, tal como já se tinha anunciado. Entretanto, continua o montagem destas dependências, às que se está dotando de equipamento de última geração adquirido através dos sistemas denominados ‘{renting}’. Entre nesta semana e a que vem se está oferecendo aos sanitários toda a formação necessária para que aprendam a manejar o novo material. Será inovador, desde os sistemas de monitorização (através dos que se controlam as constantes vitalistas/vitais aos pacientes), passando pelas macas, que são telemóveis, e a anestesia.

A formação leva-se a cabo dentro dos próprios salas de operações embora por enquanto sem pacientes. Isto fará necessário que, antes de que se abram definitivamente, tenha que ser feito uma limpeza exaustiva e a realização de controlos que avalizem que as dependências estão livres de {gérmenes}, pragas ou vírus.

Ao mesmo tempo no novo hospital se seguem/continuam abrindo novos serviços. Os últimos em começar a funcionar no complexo foram Traumatologia (com cinco consultas), juntamente com uma sala de Raios, e {Dermatología} (com quatro consultas), que já se emprestaram ontem. Se unem às de Urologia, {Otorrinolaringología}, Oftalmologia e às das especialidades cirúrgicas, que já se atendem no centro de El {Cuartillo}. A partir de agora passam diariamente pelo hospital uma média/meia duns 900 pacientes ao dia, aos que temos de somar os quase 200 profissionais entre sanitários e pessoal de manutenção, segundo indicou ontem o diretor assistencial da área de saúde de Cáceres, José Bravo.

Traumatologia e {Dermatología} são as que mais volume de pacientes têm ao dia. De facto ontem quase a metade dos doentes que foi ao hospital eram para consultas destas dois especialidades médicas.

NO CAVE / A novidade das consultas que abriram ontem é que estão situadas no cave, quando até agora a atividade hospitaleira se concentrava na rés-do-chão. Por isso ontem entraram em funcionamento também os elevadores e as rampas mecânicas. Desta maneira já se utilizam dois plantas do complexo, faltam ainda por estrear-se a dos salas de operações, as plantas superiores, onde se localiza a hospitalização, e o asa no qual se tem situado a área de Urgências.

As seguintes em abrir-se serão as de Digestivo, juntamente com todas as provas {diagnósticas} desta especialidade, e tudo a área de Radiologia (que compreende radiografias, {TAC}, mamografias e ressonância magnética). Esta última conta com equipas de última geração, muito mais efetivos e menos agressivos para o paciente. Permitem, entre outras coisas, que as imagens possam manipular-se para seu estudo.

Digestivo se abrirá paralelamente a cirurgia maior {ambulatoria}. Não há data marcada, embora a previsão é transferir ambos serviços a semana de 8 a 14 de Maio. O seguinte serão os salas de operações. Esse mesmo dia se abrirá a hospitalização, a {UCI}, a RÉ e as Urgências. Pelo que, na verdade, só/sozinho ficam dois blocos de transferências, que se realizarão em dois jornadas diferentes. Não há data, embora sim se garante que estes serviços funcionarão antes do próximo 30 de Abril.