+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A média maratona vence à chuva

800 corredores participam numa corrida/curso que sobrevive ao mau tempo e sem incidências H Javier Núñez (1 hora e 9 minutos) e Soledad Barrantes (1 hora e 30 minutos) foram os primeiros em completar o circuito nas categorias masculinas e feminina

 

Cidade Monumental 8 Um corredor atravessa o centro histórico. - FOTOGRAFIAS: ANTONIO MARTÍN

Amigos 8 Un grupo de ‘{runners}’ antes da prova. - FOTOGRAFIAS: ANTONIO MARTÍN

REDACCIÓN epextremadura@elperiodico.com CÁCERES
08/04/2019

La média/meia maratona correu ontem mais rápido que a chuva. La capital cacerenha acolheu uma nova edição da prova desportiva já enquadrada num circuito de corridas das Cidades Património marcada pelo mau tempo. Na prova participaram até 800 corredores de todos os pontos da região e do país que coincidiam no «atrativo» e a «singularidade» da corrida/curso que percorre o coração do centro histórico. «Correr pela parte antiga é fantástico», destacou Santiago Pérez (61 anos) que concluiu os 20 quilómetros numa hora e 34 minutos e partilhava ao acabar a prova as mesmas sensações que Roberto Ramos.

Quanto à classificação, Javier Núñez (1 hora e 9 minutos) e Soledad Barrantes (1 hora e 30 minutos) foram os primeiros em completar as duas voltas ao circuito em categoria/escalão masculina e feminina. Na categoria/escalão de 10 quilómetros se levantaram com o ouro {Óscar} {Vergel} (35 minutos) e {Raquel} {Bautista} (43 minutos). Os que completaram o pódio se levaram também lotes de produtos artesanais. Segundo aponta a organização, a prova decorreu sem incidências.