+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Luzes novas e pulseiras para menores

O cenário da praça/vaga se estreia com flamenco, {psicodelia} e nomes extremenhos. O feira de Cánovas e uma mostra em Os Sete Jardins completam a oferta

 

Cenário principal da praça/vaga Maior em Womad. - {ARTURO} {HARA}

GEMA GUERRA epextremadura@elperiodico.com CÁCERES
09/05/2019

Contagem decrescente para que Cáceres viva sua Semana Womad. Horas ficam para que a cita/marcação/encontro, que celebra seus 28 anos na capital cacerenha, da boas-vindas/bem-vinda aos primeiros convidados com mais iluminação, novidades no design dos cenários e pulseiras para que os menores não se percam. O flamenco, {psicodelia} e nomes extremenhos serão o ponto de partida para quatro dias de concertos com artistas de até quinze países. Ainda com o olhar posta no céu, que ontem desluziu a chegada das primeiras carrinhas, o cenário da praça/vaga Maior acolherá a partir das 20.00 horas os primeiros acordes. {Enverea}, Miguel Caldito, {Vaudou} {game} e {Quentin} Gás compõem o prato para fazer boca.

Cabe destacar que neste ano a cita/marcação/encontro conta com uma clara consciencialização com o meio ambiente e com o civismo e associação Cidade Monumental deu ideias para que a cita/marcação/encontro seja compatível com a convivência de vizinhos. Nesse sentido, têm posto em marcha uma campanha com o nome ‘Eventos limpos’ com o que pretendem consciencializar sobre/em relação a a importância da limpeza em festivais e a organização instalará 30 casa de banho ‘tipo cogumelo’ e 34 cabinas WC, 179 contentores e 40 contentores para latas colaborando com o programa ‘Teu lata conta’ e terá nove veículos de limpeza de apoio, 13.000 sacos de lixo e 700 litros de produto desinfetante. Quanto ao dispositivo de segurança, mais de 200 polícias velarão para que tudo decorra com normalidade.

A organização também insiste em que ao recinto da praça/vaga Maior não se poderá aceder com embalagens de vidro, garrafas ou latas fechadas já seja com tapas ou tampões, e qualquer outro objeto que possa considerar-se perigoso. De facto, neste ano como novidade e como já se vem utilizando noutros festivais europeus, se tem introduzido o uso de copos {reutilizables} tanto/golo para as barras do festival como para os hoteleiros da praça/vaga que instalem seu espaço para dispensar bebidas. São recipientes de silicone, cada um com seu {logo} de seu local e com vários tamanhos.

Por outro lado e por segundo ano consecutivo, a cita/marcação/encontro contará com com uma campanha para previr a violência sexual. A campanha conta com a colaboração do Instituto/liceu Municipal de Assuntos Sociais (IMAS) do Ayuntamiento de Cáceres, o Instituto de la Mujer de la Junta de Extremadura, a Subdelegación del Gobierno en Cáceres e a Assembleia provincial Provincial de Cáceres e contará com um ponto de informação no qual os voluntários repartirão folhetos informativos.

MERCADO E EXPOSIÇÃO // De maneira paralela aos concertos, Cánovas acolhe desde hoje o mercado de artesanato com mais de um centena de expositores e Os Sete Jardins (Canto da Freira) inaugura hoje às 22.30 horas a mostra de paisagens do extremenho Lorenzo Lumeras. A mostra recebe o nome de ‘Céu sobre/em relação a céu’ e reproduz espaços como as campinas, o orvalho da manhã, as nevoeiros do Guadiana, Caia, imagens da Raia, sua luz e céus de fundo, após os montes entre Extremadura e Portugal. Segundo seu autor, a fotografia «é um reflexo» de sua alma, «com um toque de romantismo». «Tento contar coisas reais, coisas vividas», afirmou. Tudo pronto/inteligente/esperto para que se o clima o permite a capital cacerenha volte a embandeirar a cor e a multiculturalidade até ao domingo.