+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A falta de anestesistas no novo hospital obriga a suspender operações

Três médicos de plantel/quadro estão de baixa. Já se têm {reprogramado}

 

SIRA RUMBO
25/10/2019

A falta de anestesistas obriga a suspender operações no novo hospital. O denunciou ontem uma das pacientes afetadas, que tinha que ter sido operada de anca. «Rendimento às oito, está tudo preparado, passam as horas e às dez e pico nos comunicam a mim e a outras quatro famílias que cancelam as operações porque não há anestesista e que nos vamos para casa», explica numa rede social. Não é a primeira vez que suspendem sua intervenção, que estava programada em primeiro lugar para o 17 de Outubro e três dias antes lhe avisaram de que ia a atrasar uns dias.

«Somos pessoas, temos vida e estar ali nos tem costado tempo e dinheiro, a nós e a nossas famílias», assegura. Em seu caso sua irmã tem tido que deslocar-se desde outra cidade e o seu marido e seu sogro pediram dias de férias em seus trabalhos para atendê-la a ela e a seus filhos para finalmente não poder/conseguir ser intervinda.

O Servicio Extremeño de Salud (SES) explica que o serviço de anestesia do novo hospital está composto por 30 profissionais e estão todas as praças/vagas cobertas. No entanto na semana passada se produziram dois baixas por doença e na manhã de ontem um terceiro anestesista pôs-se doente. Segundo afirmam as mesmas fontes se citou a esta mulher para ser operada o dia 31 de Outubro.