+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Detido um camionista por octuplicar a taxa de alcoolemia

 

Estrada na qual aconteceu. -

EUROPA PRESS CÁCERES
04/02/2020

Agentes da Guardia Civil detiveram a um homem de 44 anos e de nacionalidade portuguesa, que foi intercetado quando conduzia um camião pela N-523 (Cáceres- Badajoz) com uma taxa de álcool oito vezes superior à permitida. Os factos aconteceram no passado 27 de Janeiro, quando agentes da Guardia Civil do Subsector de Tráfico de Cáceres observaron la «condução anômala» de um camião de grande tonelagem que arrastava um semireboque com placa de matrícula portuguesa, e cujo condutor podia encontrar-se sob a influencia de bebidas alcoólicas. Perante estas evidências, os agentes intercetaram o veículo no quilómetro 8,800, onde seu condutor foi submetido à regulamentar prova de alcoolemia, que atirou como resultado 1,21 mg/litro em ar espirado na primeira prova e 1,29 mg/l. na segunda, quando a taxa regulamentar para este tipo de condutores é a de 0,15 mg/l, pelo que superava oito vezes a taxa máxima permitida. O condutor, um homem de 44 anos de idade e nacionalidade portuguesa, foi detido e posto a disposição do Juzgado de Primera Instancia e Instrução de Guarda de Cáceres, pela suposta comissão de um delito contra a segurança via, ao conduzir um veículo a motor sob a influencia de bebidas alcoólicas. A Guardia Civil realizou um apelo sobre o perigo que geram este tipo de condutas, que além disso supõem um delito expressamente recolhido no artigo 379,2 do Código Penal, que pode ser castigado com penas de prisão de 3 a 6 meses, multa de 6 a 12 meses, ou trabalhos em benefício da comunidade de 31 a 90 dias, e em qualquer caso, com privação do direito a conduzir veículos a motor e ciclomotores por tempo superior a 1 e até 4 anos.