+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Continua a investigação para apurar se o morto no {Pradillo} foi assassinado

Ainda não tem aparecido o arma com a que recebeu o disparo

 

SIRA RUMBO
26/10/2019

A investigação para esclarecer as causas da morte de um homem na quinta O {Pradillo} continua aberta. Foi encontrado por seus familiares numa habitação de sua propriedade com uma ferida de bala na cabeça e sem outros signos de violência. Faleceu horas depois na {UCI} do hospital São Pedro de Alcántara. Uma das grandes incógnitas é o paradeiro do arma com a que recebeu o disparo, que não estava no lugar dos factos/feitos.

O Tribunal de Instrução Número 4, que se encarrega do caso, mantém ainda o secreto de sumário para esclarecer se o sucedido foi um suicídio e alguém ocultou o arma com o que se disparou o falecido ou se tratou-se de um assassinato.

Por enquanto se levou a cabo a inspeção ocular do lugar dos factos/feitos e agora se começará a tomar declaração aos familiares do desaparecido, embora não têm transcendido mais dados ao estar o caso baixo/sob/debaixo de secreto de sumário. Trata-se de um homem duns 66 anos conhecido pela polícia porque conta com numeroso cadastro criminal relacionado com tráfico de drogas. O dia da sua morte se montou um dispositivo especial em torno do hospital São Pedro de Alcántara.