+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Casa Prata, Castelhanos e Cáceres o Velho são as zonas com mais meninos

 

Casa Prata, Castelhanos e Cáceres o Velho são as zonas com mais meninos -

Casa Prata, Castelhanos e Cáceres o Velho são as zonas com mais meninos -

08/04/2019

Casa Prata é o bairro cacerenha com uma percentagem mais alto de menores de 18 anos. Tem 323 habitantes destas idades que supõem nada menos que o 42,7% de seu {ceso}. Isto é, quatro de cada dez vizinhos/moradores estão abaixo da maioria de idade. No lado contrário, A {Madrila} se posiciona de novo como a zona com mais pessoas que superam os 65 anos (concretamente 419), o 37,4% de seu recenseamento (quase quatro de cada dez). Sem dúvida, dados muito curiosos incluídos no relatório/informe elaborado pela Secção Municipal de Estatística e Registo, ao comparar as cifras do censo bairro por bairro.

Este detalhado estudo permite portanto concretizar as cinco zonas onde os menores têm mais presença. Após Casa Prata, em cabeça, se situam Os Castelhano-leoneses (o 33% dos vizinhos/moradores não passam dos 18 anos), Cáceres o Velho (32%), R-66-B (32%) e {Vistahermosa} (32%). Outros bairros nas que os meninos e adolescentes supõem quase três de cada dez residentes são Montesol (30%), A Abundância (30%), Nova Cidade (28%), Ronda (28%) ou Urbanização Universidade (26%). Como pode observar-se, a população mais jovem coincide com os bairros de novas habitações onde as casais encontram mais facilidades e vantagens económicas para criar uma família.

Em relação à terceira idade, a A {Madrila} lhe seguem/continuam A Bondade (31%), Cánovas (30%), Parque do Príncipe (28%), zona do Seminário (27%), {Llopis} {Ivorra} (25%), e Canto de {Ballesteros} (28%). Na sua maioria são áreas mais tradicionais, com habitações construídas faz décadas, onde os vizinhos/moradores se fazem maiores/ancianidade com o passo dos anos.

Pelo que se refere à população jovem, situada na forquilha entre os 18 e os 35 anos, alcança sua máxima taxa no Espírito Santo (um 49%, isto é, supõe a metade da população desta bairro), seguida/continuada de A Abundância (46%), Serra de São Pedro, junto ao povoado mineiro (45%), Parque do Príncipe (37,4%) e a freguesia de Valdesalor (32,8).

ADULTOS / Quanto à população adulta, entre os 35 e os 65 anos, é com muita diferença a maioritária em todas as zonas da cidade por ser gerações muito mais numerosas que as que lhe seguem/continuam, sobretudo em Virgem de Guadalupe ({sorprendentemente} chegam ao 95%), Charca {Musia} (86%), Estação Arroyo-{Malpartida} (80%) e bairro de As Trezentas (76%).

Como curiosidade, destacar que entre 0 e 9 anos há 8.930 cacerenhos; entre 10-19, um total de 10.087; entre 20-29, 9.999; entre 30- 39, 13.413; entre 40-49, 16.218; entre 50-59, 15.394; entre 60-69, 10.576; entre 70-79, 7.051; entre 80-89, 4.095; e 957 maiores/ancianidade de 90 anos, deles 36 centenários.