+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Suerte de Saavedra insiste com as passeios no Defensor del Pueblo

La associação de vizinhos/moradores tem remetido uma nova queixa diante da {inacción} municipal. A Câmara Municipal incluiu a avenida Hernández Gil no seu plano de renovação

 

Acerado sem ladrilhos na avenida Hernández Gil. - S. GARCÍA

A. M. ROMASANTA lcb@elperiodico.com BADAJOZ
04/01/2019

Es a terceira vez que vão ao Defensor del Pueblo para pedirle amparo e esperam que seja a vencida. La Associação de Vizinhos/moradores de Suerte de Saavedra voltou a ir ao extremenho Francisco Fernández Marugán para que medeie perante a Câmara Municipal De Badajoz e arranje os acerados do bairro, fundamentalmente os da avenida principal, Antonio Hernández Gil.

Esta avenida é uma das incluídas no plano de atuação em 40 ruas da cidade que tirou a licitação a Câmara Municipal em Novembro, com um investimento de 1,2 milhões de euros com cargo ao Plano de Impulso. Ao ser fundos do remanescente de 2017, a obra deveu concluir antes de que terminasse o 2018. Contava ontem o presidente de vizinhos, Fernando Gonsalbe, que faz 15 dias estiveram arranjando um troço e os vizinhos/moradores acreditaram que a obra começava. Mas tratava-se de uma reparação pontual devido a um afundamento produzido por uma fuga no cano de esgoto. Passaram os dias e não houve mais movimento, pelo que a associação se tem dirigido «uma vez mais» ao Defensor del Pueblo, que já em Julho passado, após uma anterior queixa, lhes respondeu que em breve a Câmara Municipal levaria a cabo o arranjo de suas passeios. Neste tempo, houve mais quedas de vizinhos/moradores por seu mau estado.