+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O serviço público de aluguer de {bicis} se alarga com 6 novas bases

Funcionarão com uma aplicação que o usuário se terá que descarregar em seu telemóvel. Cada uma contará com dez {enganches}, dois dos quais servirão para as futuras elétricas

 

Uma das bases do {Biba} com mais uso é a instalada na praça/vaga de Espanha. - S. GARCÍA

A. M. ROMASANTA
22/08/2019

El serviço público de aluguer de {bibicletas} de Badajoz ({Biba}) cresce e se estende a mais pontos da cidade. A Câmara Municipal vai a tirar a licitação a instalação de seis novas bases, que se somam às 24 que já funcionam. Estarão na praça/vaga de São José, na avenida Ramón e {Cajal} (junto ao instituto/liceu Castelar), Pai {Tacoronte} (instituto/liceu São José) e nas praças/vagas de Cervantes, da Soledad e López de Ayala. Todas contarão com dez {anclajes}, com a particularidade de que dois serão mistos e servirão para a conexão das futuras bicicletas elétricas que a câmara municipal de Badajoz pretende incorporar ao serviço, para além das convencionais.

Outra novidade é que as novas paragens/desempregadas/paradas disporão de um novo {software} ({Smart} {Bicicard}), de maneira que já não contarão com o monitor de ponto de informação e aluguer para o uso das {bicis}, mas funcionarão com uma {APP} que se terá que descarregar o usuário em seu telemóvel. El {software} também vai-se atualizar nas paragens/desempregadas/paradas antigas de maneira que com o telemóvel se poderá utilizar/empregar o serviço de aluguer em toda a cidade, segundo explicou ontem o vereador de Transportes, Jesús Coslado. As ecrãs existentes se irão eliminando lentamente/pouco a pouco.

Esta aplicação terá outras vantagens, pois permitirá o alta mediante passarela bancária, com o qual já não será necessário passar pelo banco para pagar as taxas deste serviço. Em segundo lugar, se poderão reservar veículos com antecedência e o pedido de empréstimo na própria paragem/desempregada/parada. Além disso, permitirá monitorizar por parte do serviço o uso das bicicletas em tempo real, pois agora realiza-se mediante a descarga de estatísticas de dias anteriores.

Por outro lado, a Câmara Municipal vai a adquirir 75 bicicletas novas, que para além de ser mais resistentes e {antivandálicas}, contarão com rodas resistentes aos picadas/pontadas e incorporarão um suporte posterior de publicidade que se utilizará para informação municipal. El serviço conta agora com uma centena de {bicis} na rua e passarão a ser umas 150, pois sempre se deixam algumas de reposição. O investimento será de 140.500 euros, através dos fundos da estratégia {Dusi}.

Coslado calculou que todas estas novidades possam incorporar-se em três meses e estimou que os usuários se incrementarão com a aplicação que vai a permitir o alta mediante uso telemático e por passarela pois facilitará o acesso ao serviço.