+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

{Pardaleras} reclama que se arranjem as pistas desportivas

Os vizinhos/moradores se queixam de que levam anos esperando a que se {acondicionen}. A capa exterior do pavimento está desgastada e o chão tem buracos

 

Buraco no chão das pistas desportivas de {Pardaleras}. - S. GARCÍA

B. C.
27/02/2019

Los vizinhos/moradores de {Pardaleras} não estão contentes com o estado no qual encontram-se as pistas desportivas do bairro e também não com que a Câmara Municipal não atenda os repetidos requerimentos que lhe fizeram para que se remodelem e se ponham quase. Seu presidente, Juan José Martín Santos, se queixou ontem de que o pavimento não se tenha arranjado «nunca» desde que se construíram faz mais de 40 anos, pelo que, para além de buracos, o material que cobre o chão das pistas se tem ido desgastando com a passagem do tempo.

Embora se fizeram algumas melhorias nas instalações, como substituir o teto de uralite dos balneários, nos que tinha goteiras, habilitar uma pista de bocha ou colocar uma canastra de basquetebol, os vizinhos/moradores acreditam que foram atuações insuficientes. «Faz falta uma remodelação em condições», reclamou o representante de vizinhos, quem recordou que estas pistas são «muito utilizadas», não só/sozinho pelos meninos do bairro, mas também pelos doutras zonas próximas como Antonio Domínguez ou o Cerro de Reyes. «Se usam os sete dias da semana, quando há competições se reservam, e quando não, se utilizam livremente», explicou.

{Martin} Santos assegurou que levam anos solicitando à Fundação Municipal de Desportos ({FMD}) que {acondicione} estas instalações desportivas, mas até à data «não tem servido de nada». Faz alguns anos, a associação de vizinhos/moradores mesmo recolheu e entregou firmas/assinaturas na Câmara Municipal para que as pistas desportivas se cobrissem, embora, segundo seu presidente, têm desistido desta ideia diante da escassa atenção que se emprestou a seu pedido/solicitação. «Já nem nos o {planteamos}, mas sim pedimos que se arranjem as pistas, porque estão mais que amortizadas», disse.

Neste sentido, Martín Santos se queixou de que a Câmara Municipal sim destine investimentos a outras instalações desportivas da cidade que são menos antigas e que estão em melhor estado que as de {Pardaleras}, enquanto sua procura é ignorada. «As pistas de María Auxiliadora se fizeram com o Plano E e agora vão a gastar um dinheirão, mas nas nossas, nada», lamentou.

Também se queixou o presidente de vizinhos de que se anunciem importantes investimentos em instalações desportivas para a cidade e, no entanto, não se mantenham e cuidem em condições as que já existem.