+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Os {Palomos} sobem a seu cenário a {OBK} e Lola Índigo o 8 de Junho

Atuarão na alcáçova, enquanto em porta Palmas estarão Sofía Cristo e {Piterarnao} {and} Dom {Peipe}. O 1 celebra-se a segunda edição da festa das famílias e o 2, a IV Corrida/curso da Diversidade

 

Núñez, {Gil} {Rosiña}, Torrado e {Fragoso}, ontem, junto ao cartaz de Os {Palomos} desenhado por {Natalia} {Rodpi}. - S. GARCÍA

Jordi Sánchez, de {OBK}. - S. GARCÍA

A. M. ROMASANTA lcb@elperiodico.com BADAJOZ
09/05/2019

Al cenário da alcáçova subirão {OBK} e o grupo Lola Índigo (com Mimi, de {OT}) e no de porta de Palmas estarão os dj Sofía Cristo e os badajocenses {Piterarnao} {and} Dom {Peipe}. Ontem se revelou o cartaz de concertos dos {Palomos}, a festa da diversidade e o ativismo {LGTBI}, que se celebra o 8 de Junho e que completam um programa que inclui atividades culturais, desportivas e sobretudo com um nível mais elevado de ativismo e de defesa dos direitos e liberdades. Com o mote {Retomamos} as ruas, os atos começarão a partir do 17 de Maio, coincidindo com o Dia Internacional contra a Homofobia e a {Transfobia}.

O programa completo, à falta de algumas confirmações, foi apresentado ontem pelo presidente da Fundação Triângulo, José María Núñez, e Silvia Tostado, coordenadora da área de Família, junto ao presidente da Câmara Municipal de Badajoz, Francisco Javier Fragoso, e a porta-voz da Junta, Isabel Gil Rosiña. O cartaz desta edição, a nona, foi desenhado pela {cauriense} {Natalia} {Rodpi}, que tem refletido a diversidade da sociedade que apoia os {Palomos} com os cores do {arcoiris}.

No passado ano, os {Palomos} {Kids} reservou um espaço específico para os meninos e as famílias pondo em relevo às famílias {LGTBI}. La experiência se repetirá nesta edição o 1 de Junho na praça/vaga Alta, que contará com As {Chicacharcos} & {the} {Katiuscas} {Band}, que apresentam seu projeto Minha ilha. No domingo 2 celebrar-se-á a IV Corrida/curso Os {Palomos}, desde a praça/vaga Alta que, como novidade, inclui uma caminhada de 2,5 quilómetros.

Terá vazio para o teatro o 4 de Junho no López de Ayala com a obra Elisa e {Marcela}, que Isabel Coixet levou ao cinema e na qual A {Panadaria} {Produciones} conta a história de duas mulheres (uma delas se fez passar por homem) que se casaram em La Corunha em 1901. Além disso, a sala de exposições da assembleia provincial acolherá uma mostra de fotografias de {Anja} {Bruschweiler} sobre/em relação a a realidade das mulheres transexualidades, {transgénero} e travestis de {Centroamérica}. Neste mesmo âmbito temático participará a diretora do Fundo Internacional {Trans}, {Amaranta} {Gómez}, que falará da realidade da população {muxe}. Do I Concurso de Fotografia de Sexualidade Lésbica resulta outra exposição, Se tivessem sido dois {Evas}..., formada por 22 instantâneas.

Terá atividades no Centro Histórico a véspera da festa dos {Palomos}, como a corrida/curso de malas e saltos em O Silêncio e a festa em O Carmen Gastro Bar, para além de uma exposição de arte urbano com murais como homenagem a nomes e pessoas de referência no ativismo {LGTBI}. Se tem organizado também a quarta edição da Rota da Tampa/petisco e da Bolo {LGTBI}. Por último, terá outros encontros com as que {recordar} «a muitas pessoas que se deixou a pele para conseguir os direitos e liberdades que temos»: se apresentarão os livros La dobro transição de Raúl Solís e O nosso sim que é mundial, de Ramón Martínez.

Núñez destacou que esta edição dos {Palomos} adquire especial relevância e «volta a receber mais sentido que nunca, {lamentablemente}» devido ao auge de políticas de extrema-direita que põem em questão o casal homossexual, apesar de que «neste país não cabe a discriminação até ninguém por nenhum motivo, mas também não por sua identidade e sua orientação sexual». Contra destes tentativas, Núñez salientou que felizmente a grande maioria dos partidos políticos e, sobretudo «a cidadania» «estão connosco».