+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Defesa da memória histórica

 

Miguel Ángel Gallardo. -

24/10/2019

Miguel Ángel Gallardo, presidente da Diputación de Badajoz, defendeu ontem o trabalho da assembleia provincial quanto à memória histórica e disse que não tem saído nenhuma outra sentença em relação suas convocatórias, que as três que foram se têm recorrido perante o Tribunal Superior de Justicia de Extremadura, como se fará se sai alguma outra em mesmo sentido. «Eram todas do mesmo tenor literal», afirmou em relação os erros judiciais que consideraram nula a parte das bases das convocatórias que vinculam a concessão de subsídios ao cumprimento da Lei de Memória Histórica e o Catálogo de Vestígios Franquistas elaborado por um comité de peritos da própria instituição. Perguntado/questionado sobre/em relação a a exumação dos restos de Franco, respondeu que «é um triunfo da democracia, embora tenha tido que esperar 44 anos».

Por outro lado, a assembleia provincial dará 50.000 euros para o arranjo de estragos e a coberta na paróquia de Nossa Senhora Real de {Armentera} de Cabeza del Buey, que sofreu um incêndio no passado 11 de Outubro. Gallardo agradeceu «o processo exemplar dos bombeiros do {CPEI} e dos próprios vizinhos/moradores», um gesto e umas palavras que agradeceu a presidenta da Câmara Municipal de Cabeza del Buey, Ana Valls.