+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A Burrica estreia tocado e manto restaurado da virgem

 

O passo da Entrada Triunfal de Cristo em Jerusalém. - ANDRÉS RODRÍGUEZ

Paso de la Virgen de Palma, com manto restaurado e tocado novo. - ANDRÉS RODRÍGUEZ

F. L. BADAJOZ
15/04/2019

Con um tempo instável mas que permitiu respirar aos 1.450 irmãos -dados que figuram no programa oficial da Páscoa de Badajoz-, da Confraria da Entrada Triunfal de Cristo em Jerusalém, Santíssimo Cristo de la Paz e Nossa Senhora da Palma, saiu a procissão popularmente conhecida como a da Burrica, com grande expectativa no bairro de São Roque, onde boa parte do vizinhança reúne-se à portas da paróquia para receber/acolher ao Cristo e ao passo da Virgen, que para salvar o arco da porta com o {palio} os costaleros devem tirá-la de joelhos.

Entre 180 e 200 penitentes saíram em procissão acompanhando ao Cristo na {Burrita}, levado por dois quadrilhas de 30 costaleros, coordenados pelo {capataz} Manuel Ortiz, e outras duas de 32 para a Virgen, com {Jonatan} {Mariscal} de {capataz}, e com música da Agrupamento Santíssimo Cristo Rey (de Badajoz) após a Virgen e a Grupo/ponta a Soledad de La Algaba ({Sevilla}) após o Cristo.

Con o itinerário do ano anterior, salvo a rua Porvir, que se fechou por um {socavón} e saiu a procissão por Luis de Zúñiga, seus lugares estelares foram os jardins de São Roque e a muralha do baluarte e a entrada na corrida/curso oficial, a primeira em fazê-lo.

La confraria apresenta neste ano algumas novidades, como um tocado «de encaixe muito trabalhado» e um faixa, doados à Virgen da Palma, segundo a irmã maior da confraria, {Marisol} Sánchez. Também o manto restaurado pelo irmão Ricardo Kantovich --quem já no passado ano restaurou as imagens dos três apóstolos que acompanham a Cristo em seu passo da Entrada Triunfal: são Juan, são Pedro e Santiago--, para além de uma {saya} realizada por Antonio Vargas; bem como a pintura do estandarte da Virgen. E para o passo de mistério de Cristo sobre/em relação a a Burrica estreou um {llamador}.

La procissão iniciou sua saída às 16.30 horas da paróquia de São Roque, com uma multidão esperando, primeiro a do passo do Cristo, a ritmo {acompasado} e lento, e depois o da Virgen da Palma, cuja dificuldade curta a respiração aos participantes e ao público que aguarda, pois os costaleros devem fazer uma manobra de joelhos para salvar o arco da porta e recuperar a postura de pé.