+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A assembleia provincial ainda estuda se paga à Câmara Municipal ou espera outras sentenças

Os serviços jurídicos da instituição analisam os últimos erros judiciais

 

F. LEÓN BADAJOZ
07/11/2019

A Assembleia provincial Provincial de Badajoz «está a analisar» na atualidade as sentenças dos três últimos recursos da Sala de Contencioso Administrativo del Tribunal Superior de Justicia de Extremadura que anulan os artículos das bases de los planes Dinamiza, Extraordinário e de subsídios a Municípios de Grande População, referidos ao cumprimento com o catálogo de vestígios do Comité Provincial de Peritos e a Lei de Memória Histórica. O fim é decidir se se pagam os subsídios à Câmara Municipal de Badajoz, de um milhão pela convocatória para cidades de grande população, e a quantidade/quantia correspondente pela freguesia de Villafranco do Guadiana.

«Por enquanto não sabemos se se pagarão as ajudas agora ou esperaremos», indicaram fontes da assembleia provincial, dado que «a Câmara Municipal Badajoz recorreu a {denegación} das ajudas dessas três convocatórias em três litígios diferentes. E estes estavam paralisados nos tribunais do Contencioso Administrativo à espera de que os três procedimentos das bases de convocatória {agotaran} todos os passos», acrescentou.

Nestes momentos, segundo as citadas fontes, «a assembleia provincial estuda se pagar o dinheiro ou esperar a que o juiz se pronuncie em relação a essas petições paralisadas». A decisão dependerá agora do que concluam os serviços jurídicos da instituição provincial, que são os que o estão a estudar».