+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

400 motoqueiros filmam ‘por Carlos’ e pela doação de medula

{Admo} recorda o valor de doar «para o menino e para todos»

 

O avô de Carlos e motociclistas que lhe acompanham chegam ao Materno. - ANDRÉS RODRÍGUEZ

Motoristas e voluntários de {Admo}, perante seu stand, no parque do rio. - ANDRÉS RODRÍGUEZ

F. LEÓN
15/04/2019

Unos 400 motociclistas reuniram-se ontem em Badajoz, na convocatória Filmando por Carlos, o menino de 4 anos que permanece no Materno Infantil esperando uma doação de medula óssea que seja compatível para tratar sua leucemia. Um tio do menino e seu avô Pepe montando uma {custom} participaram no encontro. Às 9.30 horas se concentraram junto ao local {Laguna} Seca, para após um café iniciar/dar início um percurso/percorrido urbano até ao parque do rio, onde a Associação para a Doação de Medula Óssea ({Admo}) tinha um stand informativo e distribuiu t-shirts e pulseiras por um donativo. «{Admo} não pode fazer campanhas pessoais, procura doadoras para {Carlitos} e parta toda a gente», explicou Ana.

{Fermina} Sedas, de Filmando por Eles, recordou, surpreendida pela resposta pois «têm vindo motas de muitos lugares de fora», que «o 27 fazemos outra concentração em Plasencia».

O coletivo participou, além disso, no sábado noutra marcha a Valencia del Ventoso, donde são naturais o pai e o avô de Carlos. O menino saiu ao varanda de seu quarto, na sétima planta do Materno, onde permanece ingressado, para cumprimentar aos motoqueiros e lhes mandou um áudio: «Tenho visto as motas, me gostam muito. Muitas graça».