Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 24 de novembro de 2017

Uma obra de Cañamero é a peça do mês do museu

R. HABA DON BENITO
03/09/2017

 

O museu etnográfico de Don Benito escolheu como peça do mês de setembro a obra intitulada Paisagem extremenho do pintor Antonio Gallego Cañamero. Trata-se de um tela que em vida foi definido assim por seu próprio autor: «o paisagem que eu pinto é sempre nu, livre de figuras, um paisagem aberto que fala com seus silêncios; tratando de que transmita paz, sobriedade, serenidade a quem o contemple».

Antonio Gallego Cañamero nasceu o 2 de Junho de 1936, no número 12 da rua Terceiro {Barrial} de Don Benito, sendo o maior de sete irmãos duma modesta família. O seu pai, José Gallego, era trabalhador do campo e a sua mãe, Elena Cañamero, de família de pastores.

Ingressou na Escola de Artes e Ofícios de Don Benito, tendo como professores aos professores Juan Aparicio e José Gallego Sefui. Ao cumprir 18 anos se foi embora a Madrid para fazer realidade seus sonhos de pintor. Em 1955, e após umas difíceis provas, conseguiu entrar na Escola do Marquês de Cubas e, posteriormente, na Escola de Belas Artes de São Fernando, onde conseguiu a {licenciatura}.

No ano 1959 montou sua primeira exposição na Biblioteca Municipal de Don Benito.

As notícias mais...