+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Um {toledano} ganha o título nacional de professor cortador de presunto

Álvaro Diezma, da localidade de {Consuegra}, se alta com o campeonato. O evento foi a segunda cita/marcação/encontro do calendário de Cidade Gastronómica

 

Álvaro Diezma, no centro, acompanhado pelo segundo e o terceiro classificado no campeonato. - EL PERIÓDICO

RAÚL HABA prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com VILLANUEVA DE LA SERENA
04/02/2020

Álvaro Diezma, da localidade {toledana} de {Consuegra}, se tem proclamado campeão de Espanha e professor cortador do campeonato nacional de cortadores e cortadoras de presunto que se tem disputado em Villanueva de la Serena.

Este campeonato foi a segunda cita/marcação/encontro do calendário de Villanueva, Cidade Gastronómica Extremenha, situando à localidade como referente nacional do presunto.

Álvaro Diezma participava por segunda vez num campeonato nacional. No passado ano também chegou à final, mas o triunfo se o arrebatava {Aníbal} {Falcón}, quem precisamente foi o encarregado de entregar ao {toledano} a {chaquetilla} de professor cortador de presunto. Em segundo lugar se classificou Juan Antonio Pérez Moro, vencedor para além do prémio ao melhor prato criativo. O terceiro classificado foi Antonio González. Na final, também participaram os cortadores Abraham Cambres, Francisco Jiménez e Antonio Escribano.

O júri esteve integrado pelos campeões das 11 anteriores edições, entre eles o {villanovense} Juan José Masa.

A consecução do título é fruto de muitas horas de dedicação, estreitamente e prática a cargo de um Álvaro Diezma que faz quatro anos abandonou a engenharia industrial para dedicar-se em cheio a este mundo que tanto/golo lhe apaixona. «Ainda não posso {creérmelo}, estou a viver um sono/sonho. Não sei se serei capaz de assimilar, até que não passem uns dias, que tenha sido escolhido como o melhor num campeonato que tem tido um alto nível», disse.

O júri valorizou diferentes aspetos; concretamente dez parâmetros do corte do presunto durante um máximo de duas horas. Entre as exigências figura a preparação de três pratos cortados de diferentes partes do presunto ({maza}, a {babilla} e a ponta), para além do chamado prato criativo. Também se julga o tamanho e grossura da fatia, a limpeza do presunto, a uniformidade e vestimenta, a serenidade que transmite o cortador, o {emplatado} e a retidão do corte.

A preparação de um prato com 100 gramas presunto, que se faz a olho e sem poder/conseguir utilizar/empregar balança foi outro dos aspetos que também pontuaram.

O presidente da Câmara Municipal Miguel Ángel Gallardo destacou que uma vez mais Villanueva se converte em referente nacional através da gastronomia. «Agora são muitas as pessoas que fazem turismo por gastronomia e situam a nossa cidade dentro do panorama nacional», salientou.