Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 22 de junho de 2018

Quatorze coletivos lançarão 2.500 quilos de rebuçados na {cabalgata}

As carroças irão acompanhadas por vários {pasacalles} de grande garridice. O horário de saída poderia modificar-se em função de se chove, disse Pedro Pascual

SOLEDAD GÓMEZ prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com VILLANUEVA DE LA SERENA
04/01/2018

 

Villanueva de la Serena e Don Benito são duas das cidades que decidiram desafiar ao tempo e mantêm a celebração da {cabalgata} de Reis amanhã sexta-feira. Em ambos casos, a decisão tomou-se ontem após sendas reuniões nas que, após considerar diferentes possibilidades dadas as previsões meteorológicas, fica por confirmar a modificação de horário de saída, uma vez que hoje se conheçam os partes meteorológicos oficiais. Em Villanueva de la Serena, o vereador de Festejos, Pedro Pascual, confirmou que o horário inicial de saída previsto é as 18.30 horas «que poderá adiantar-se ou atrasar-se em função da meteorologia». Neste cidade, são quatorze os coletivos que desfilarão acompanhados por um surpreendente {pasacalles} de luz e som composto de várias {perfomances}. O percurso/percorrido, será o habitual, partindo desde a rotunda do polígono a Barca, continuando pelas ruas Hernán Cortés, São Francisco, As {Pasaderas} e {Lares} até chegar a praça/vaga de Espanha, para que todos os meninos possam usufruir do momento no qual os Reis Mágicos descem de seus tronos para cumprimentar aos ali presentes. Seguidamente, {Melchor}, Gaspar e {Baltasar} serão recebidos na Câmara Municipal pelo presidente da Câmara Municipal Miguel Ángel Gallardo, e após a receção e o cumprimento desde a varanda, terá um espetáculo de fogos artificiais e uma chuva de rebuçados.

TEMÁTICA / Nesta ocasião, abrirá o flatulencia o {pasacalles} intitulado ‘A Estrella’, que neste ano tem correspondido ao {CP}. Conquistadores, ao que seguirão/continuarão as carroças ‘O floresta mágica’, de {ASDIVI}; ‘Fantasia do 40 aniversário’, do grupo de Folclore Villanovense; ‘Um mundo de fábula’, da escola Cruz do Rio; ‘O {cascanueces}’, do Virgem do Pilar; ‘{Lady} {bug}’, do Cervantes; ‘Mundo flamenco’, da academia {Leyla}; ‘Futebol Americano’, da associação {Black} {storks}; ‘{Merlín} o {encatador}’, da associação de vizinhos/moradores praça/vaga de Salamanca; ‘Pintores do mundo’, da escola São José; e ‘Jogo de tronos’, da escola Santiago. O flatulencia o fecharão os três Reis Mágicos, que neste ano têm correspondido ao centro de maiores/ancianidade Conquistadores, ao Santiago Apóstol e à creche Puzzle.

As carroças de suas majestades irão acompanhadas pelos {Beduinos} Penitentes do grupo de cornetas e tambores, que como novidade irão diante do cortejo real, abrindo caminho. Desde o pelouro de Festejos, destacam a participação dos diferentes coletivos, bem como «a qualidade e garridice dos decorados» das carroças «que são ano após ano um referente na zona».

Se ver aos Reis Mágicos é uma das ilusões dos mais pequenos, pegar/apanhar rebuçados é outra das tarefas às que estão dispostos a todo o momento durante o percurso/percorrido. Na {cabalgata} se repartirão mais de 2.500 quilos de rebuçados, o que supõe 500 quilos mais que em anos anteriores. Desde o pelouro de Festejos {villanovense} recordam que todos os rebuçados são aptos para {celíacos} e {alérgenos}. Além disso, como nos últimos anos, os rebuçados são de {gominola}, «evitando na medida do possível causar danos às muitas pessoas que usufruem ao longo/comprido do percurso/percorrido, ao lançar-los desde o alto das carroças».

As notícias mais...