Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 17 de outubro de 2018

O prémio à empresa do ano de {Apyme} recai em {Mercoguadiana}

Adolfo Sánchez ganha o galardão à fidelidade e Cáritas, o de coletivos sociais. {Pepita} Proprietárias, Leonardo Jiménez e {Patricio} Pérez foram outros galardoados

RAÚL HABA prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com DON BENITO
20/05/2018

 

{Mercoguadiana} se tem levantado com o prémio à melhor empresa do ano 2018 na gala que anualmente celebra a associação da pequena e mediana empresa de Vegas Altas-La Serena ({Apyme}).

O ato empresarial teve lugar na sexta-feira passada nos salas do restaurante Castro Palomares e contou com a presença da diretora-geral de Empresa e Competitividade da Junta de Extremadura, Ana María Vega, e o presidente da Câmara Municipal de Don Benito, José Luis Quintana, entre outras autoridades locais, provinciais e regionais. A edição deste ano contou com o patrocínio oficial da Caixa Rural da Extremadura e assistiram mais de 350 empresários.

As três empresas que optavam neste 2018 ao título de empresa do ano eram {Mercoguadiana}, de Don Benito, grupo empresarial fundado em 1991 dedicado a cobrir as necessidades tanto/golo dos agricultores como pecuários extremenhos; Inovações {Disras}, também de Don Benito, dedicada à fabrico e venda de produtos dirigidos ao sector farmacêutico e {dermoestético}; e Madeiras Rodríguez e González, de Villanueva de la Serena, empresa dedicada à carpintaria em geral. Como ditam os estatutos da associação, o vencedor se decidiu após apurar os votos dos associados e se deu a conhecer no decurso da gala celebrada na sexta-feira à noite.

Como em edições precedentes, {Apyme} fez entrega doutra série de galardões. {Pepita} Proprietárias foi premiada na categoria/escalão de Autónoma do Ano, Leonardo Jiménez como Jovem Empreendedor, e {Patricio} Pérez recebeu o Prémio Estabelecimento do Ano. Cáritas obteve esta vez o reconhecimento especial de {Apyme} a coletivos sociais, enquanto o prémio à fidelidade recaiu na figura de Adolfo Sánchez, proprietário de {Emilia} Estilo.

A gala de sexta-feira começou com um cocktail no qual autoridades e convidados partilharam uma agradável conversa antes de passar a degustar a jantar nos salas do Castro Palomares.

A seguir, e dando início à jantar, chegou o revezo das diferentes intervenções institucionais, começando pelo do presidente de {Apyme}, Daniel Nieto, que centrou esta vez o grosso de suas palavras em falar da plataforma Rede {Actiba}, plataforma impulsionada por vários coletivos empresariais para optar às eleições da Câmara de Comércio de Badajoz. Urbano Caballo, presidente de Caixa Rural da Extremadura, interveio representando à entidade patrocínadora desta gala, que conduziu nesta edição Toni Ángeles Martín.

José Luis Quintana, como primeiro vereador {dombenitense}, representou à instituição municipal nestas intervenções, em cujo revezo também se ofereceu o atril ao presidente do Partido Popular da Extremadura, José Antonio Monago, convidado ao ato, fechando este afastado de discursos Ana María Vega, em representação da Junta.

Palavras de agradecimento e elogios aos empresários e a seus planteis/quadros de trabalhadores se aconteceram na entrega de prémios por parte dos galardoados, que esteve animada pela projeções de vídeos de todos e cada um dos premiados. A foto de família pôs o epílogo à velada empresarial.

As notícias mais...