Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 1 de abril de 2020

A igreja de Santiago está em obra para arranjar vários estragos

A remodelação afeta principalmente ao presbitério e a diversos muros. Também se atuará para fazê-la mais acessível e se derrubará uma parede

RAÚL HABA prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com DON BENITO
20/02/2020

 

A igreja paroquial de Santiago de Don Benito está em obras. Trata-se de a remodelação de diferentes estadias deste templo, bem para ganhar em funcionalidade ou bem para arranjar estragos que têm ido surgindo com a passagem do tempo.

A zona que chama mais a atenção por seu aspeto atual, completamente levantado, é o presbitério, espaço onde se erige o altar-mor da igreja. Nesta zona se estão levando a cabo várias ações. Por um lado vai-se a renovar o revestimento de mármore, tanto/golo em degraus como nos frontais laterais, já que muitos elementos estavam danificados. Por sua vez, e segundo tem detalhado o pároco {Fermín} Solano, vai-se a instalar uma grade de ferro nos laterais a modo de grade/cerca proteção. Também o propósito é descer um pouco/bocado a altura do altar-mor, nomeadamente um degrau, para aproximarlo ainda mais aos paroquianos.

arranjo dos muros /Outro afastado da obra vai-se a centrar no saneamento dos muros da igreja; nuns casos para reparar os estragos que ocasionou a instalação do cablado elétrico na década dos 90. Também vão a reparar aqueles fragmentos de muro deteriorados pela queda/redução de {cal}.

Próximo à porta principal há uma pequena parede que pretende derrubar para deixar ver em seu maior/velho esplendor a abóbada. Uma vez derrubada, se aproveitará para colocar uma grade separada sobre/em relação a um pequeno museu de objetos religiosos antigos ({casullas}, estandartes, ou {cálices}).

Mas se há uma ação indispensável nesta remodelação da igreja de Santiago é a reparação de suas goteiras. Segundo {Fermín} Solano, centram-se especialmente nos arredores da torre, bem pelo passo do tempo ou bem pela ação das aves, cujos excrementos originam uma pequena {represa}, que ao chover se liberta e dá lugar a sérios problemas.

Também se quer aproveitar a obra para dotar duma maior/velho acessibilidade à igreja. Segundo Solano, o edifício recebe a visita de muitos paroquianos maiores/ancianidade e a rampa existente na porta sul não está nas melhores condições. Existe um projeto da Câmara Municipal, mas é a mais longo/comprido prazo, pelo que o pároco acredita oportuno acometer alguma atuação urgentíssima na zona com alguma rampa provisória. As obras têm um custo de 36.000 euros. A metade é dada pela Diputación de Badajoz e a outra pela paróquia.

As notícias mais...