Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 8 de dezembro de 2019

Críticas do PP à subida da despesa local em libertados

R. HABA DON BENITO
01/12/2019

 

O grupo municipal do Partido Popular de Don Benito votou contra dos orçamentos municipais, entre outras coisas, pela pressa de tempo que tem tido para seu estudo.

Segundo o seu porta-voz, Ángel Luis Valadés, «foram apenas cinco dias e sem esclarecimento alguma ou desenvolvimento por parte da equipa de governo na comissão de fazenda». O voto contra foi também «pela falta de participação que se nos tem brindado».

No entender de Valadés, trata-se de «um documento vitalista para o desenvolvimento da vida municipal e para a vida dos nossos cidadãos que deve estudar-se a fundo e com lupa, para além de tentar por todos os meios que seja um documento acordado».

A subida de rendimentos, concretamente o 57,4% (477.000 euros), centra-se numa maior/velho arrecadação de impostos diretos e indiretos, isto é os que repercutem direto e indiretamente sobre/em relação a os cidadãos, segundo Ángel Luis Valadés. Quanto ao despesa, «chama a atenção a subida que experimentam as despesas dos órgãos de governo que é de 92.420,92 euros. Os órgãos de governo se correspondem com os vereadores libertados total ou parcialmente e o pessoal de confiança», precisa.

As notícias mais...