Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 14 de novembro de 2018

Condenam a um ano e três meses ao proprietário do viveiro ilegal de cães

A protetora o Refúgio anuncia que recorrerá a sentença por vê-la insuficiente

REDACCIÓN prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com DON BENITO
31/05/2018

 

O Tribunal do Penal de Don Benito tem condenado a Pedro J.V., proprietário de um viveiro ilegal de cães à pena de um ano e três meses de cadeia por um delito de maltrato animal continuado e à inabilitação especial de três anos e quatro meses para o exercício de profissão, ofício ou comércio que tenha relação com animais domésticos e silvestres, bem como a posse de animais.

Segundo informa a protetora o Refúgio, na sentença se pode ler como facto/feito provado que ao condenado se lhe intervieram 55 cães que foram encontrados amontoados em pequenas {jaulas} onde conviviam vários animais juntos, de forma que muitos deles tinham problemas para mover-se, ao mesmo tempo que estavam submetidos a condições sanitárias e higiénicas muito deficientes e com {jaulas} cheias de excrementos que fazia que os cães por competência se os {comieran} e dormissem sobre/em relação a eles. Também considera provado que alguns animais ao ladrar «não tinham som por realização da amputação de cordas {bucales} apresentando colapso {traqueal} e asfixia e 27 apresentavam importantes sequelas de tipo psicológico como stress, ansiedade pela amputação das cordas vogais e impossibilidade de comunicar-se, doenças como {otitis}, infeções derivadas do excesso de abertura do trânsito respiratório e alterações de locomoção»

A protetora o Refúgio vai a recorrer da sentença à Audiência Provincial de Badajoz porque quer uma condena por cada animal maltratado, segundo declara {Nacho} {Paunero}, presidente deste coletivo {animalista}.

As notícias mais...