+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Anunciam um impulso ao regadio nos próximos orçamentos estatais

García Seco avança que a intenção do Governo é incluir um novo investimento. O dinheiro seria para modernizar a rede e para o interesse/juro geral de Terra de Lamas

 

Begoña García, Fernández Vara, Miguel Ángel Gallardo, Yolanda García Seco e Manuel Mejías, ontem no fórum. - R. FAVA

RAÚL HABA prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com VILLANUEVA DE LA SERENA
29/02/2020

O Governo da Nação tem o propósito de incluir nos próximos orçamentos gerais do Estado um novo pacote económico para a modernização das infraestruturas de regadios na Extremadura.

Assim o anunciou ontem a delegada do Governo na Extremadura, Yolanda García Seco, na inauguração da terceira edição do Fórum do Regadio celebrado no palácio de congressos de Villanueva de la Serena.

Segundo a delegada, o investimento se levaria a cabo mediante convénios entre a Sociedade Estatal de Infraestruturas Agrárias ({Seiasa}) e a Junta, como já acontecesse faz uns anos. A esse anúncio a delegada somou a inclusão também nos próximos orçamentos estatais da declaração de interesse/juro geral para o Regadio de Terra de Lamas.

Por seu lado, o presidente da Junta de Extremadura, Guillermo Fernández Vara, manifestou neste mesmo fórum que «é essencial uma adequada gestão da água ao tratar-se de um bem escasso».

Neste sentido, indicou que a gestão da água deve ser comum no país, já que os rios «não se podem cortar aos bocados, nem partir».

O chefe do Executivo regional disse também durante o ato que em matéria de regadios não só/sozinho se deve falar de como gerir um processo de produção, mas de «como gerir uma maneira de vida que temos decidido ter, vinculada à natureza e ao planeta agora que tanto/golo se fala deste tema», sublinhou.

contradição da UE / Fernández Vara referiu-se igualmente ao papel que em relação ao mundo rural joga a União Europeia já que, desde/a partir de seu ponto de vista, Europa não pode estar de manhã reivindicando a luta contra a despovoamento e à tarde falando de cortes na PAC. Segundo o presidente extremenho, «isto é uma contradição, porque é o investimento no mundo agrário e rural o que pode evitar a despovoamento».

O presidente da Câmara Municipal de Villanueva, Miguel Ángel Gallardo, também interveio na inauguração do fórum, expressando seu «profundo apoio ao sector agrícola».

O regedor socialista sublinhou que «por fim Espanha se deu conta de que os produtos vêm do campo» e defendeu o regadio como meio de fixação da população no meio rural, facto/feito que se traduz num aumento de 7% da população em zonas de regadio. Também destacou a importância da água e dos cultivos sociais que se desenvolvem em torno do regadio.