+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Os que vão-se embora fuera da região a estudar rondam o 42%

 

25/07/2020

Em pouco/bocado mais de quarenta anos Extremadura poderia ficar sem jovens se a tendência segue/continua como até agora. O advertiu faz uns meses o Clube Sénior na apresentação de um estudo de técnicos das universidades extremenha e de Zaragoza, intitulado ‘Um futuro sem jovens, jovens sem futuro’. Os que vão fora a cursar estudos superiores, supõem uma percentagem surpreendente do 42% apesar da existência aqui de vários campus e oferta de graus. Andaluzia (fundamentalmente Sevilla), Castela e Leão (com Salamanca à cabeça) e Madrid som os destinos prioritários, segundo os dados que recolhe/expressa anualmente o Instituto/liceu Nacional de Estatística. Muitos desses jovens vão para não voltar.