Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 19 de agosto de 2017

Estratega andaluz que soube esperar

{GÓMEZ} DE {CELIS3} Relações institucionais

JULIA CAMACHO
18/06/2017

 

Alfonso Rodríguez Gómez de Celis (Sevilha, 1970), escolhido por Sánchez secretário de Relações Institucionais, é seu homem em Andaluzia. Foi quem lhe pôs em contacto com os críticos à presidenta e o único que lhe guiou pela Feria de Sevilha. Bético, residente em {Triana} e devoto da Páscoa, é licenciado em Direito.

Curtido em protestos estudantis, quando eram adolescentes, apesar de não partilhar bando, Gómez de Celis introduziu a {Susana} Díaz nas Juventudes Socialistas. Em 1999 viu como sua amiga saltava à Câmara Municipal enquanto ele se conformava com a direção provincial do Instituto/liceu da Juventude. Seu sono/sonho de ser delfim se truncou ao {descolgarse} duma batalha interna pelo liderança no PSOE local, que sim deu Díaz. Em agradecimento, ela postulou a outro para a presidência da câmara municipal. Após o {chasco}, soou para o Executivo andaluz, mas entrou Rosa Aguilar e ele se conformou com um cargo de segunda. Desde ali, no 2012 apoiou a Alfredo Pérez Rubalcaba quando o PSOE-A fez campanha por Carme Chacón. Aí abriu-se o confronto definitivo.

No 2014 foi um dos principais protetores de Sánchez nas primárias. Sánchez ganhou, mas Díaz lhe vetou no federal em troca de nomearle responsável de Portos em Andaluzia. Desde esse cargo, Gómez de Celis tem defendido a Sánchez e organizado sua estratégia frente a Díaz.

As notícias mais...