+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Coronavirus no estreitamente

 

14/03/2020

{Respondemos} às dúvidas respeitantes ao âmbito laboral ocasionadas pela pandemia global do coronavirus, ou {covid}-19, da mão de Nacho Parra, advogado do Coletivo Parra.

Me encontro mal e as autoridades sanitárias me pediram não sair de casa até que saiba se tenho ou não coronavirus. ¿Estou obrigado a informar à empresa?

N. P. 3 Se não existe contágio nem confinamento não se emitiria um parte de baixa médica. Se bem as condições de saúde fazem parte da esfera privada do trabalhador, este terá que informar à empresa da impossibilidade de ir ao estreitamente. De confirmar-se o contágio deverá explicá-lo à Autoridades {Samitarias} para que {confinen} àqueles com os que tenha estado em contacto.

¿Posso negar-me a ir a trabalhar após a declaração do estado de emergência?

N. P. 3 Se não há ordem/disposição de confinamento ou impossibilidade de deslocação não podes negar-te a ir a trabalhar. Somente poderá determinar-se a {viabildad} duma negativa em função das condições e das ordens que se contenha na declaração de estado alarma.

Se vivo numa zona na qual têm decretado o confinamento mas estreitamente noutra que não, ¿posso ser despedido?

N. P. 3 Em nenhum caso. As normas não prevêem que acontece com esses trabalhadores. Uma possibilidade seria assimilar essa situação ao confinamento pessoal por ter estado em contacto com algum afetado, o que levaria a que fossem declarados em situação de incapacidade temporal, com direito à perceção do 75% da base reguladora.

Outra possibilidade é que a empresa apresentasse um procedimento de suspensão de contrato por causas derivadas de força maior/velho, o que deixaria ao trabalhador o situação de desemprego até que se levantem as medidas.

¿Posso exigir trabalhar desde/a partir de casa? ¿Pode minha empresa obrigar-me a trabalhar desde/a partir de casa?

N. P. 3 O teleestreitamente tem que ser acordado entre o empregado e a empresa, sem ser imposto. Não obstante, nas condições atuais deve primar-se o estreitamente à distância. Além disso, a empresa deve proporcionar os meios para que possa levar-se a cabo tal circunstância.

¿De quantos dias disponho para enviar os papéis da baixa laboral?

N. P. 3 O prazo habilitado/tesoureiro para tal fim é de três dias. No entanto, o Governo de Espanha tem decretado que a bilhete em vigor da baixa laboral será com efeito retroativo no dia seguinte no qual as autoridades sanitárias têm {concecido} a incapacidade temporal.