Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 19 de agosto de 2018

Extremadura, única região na qual se contratam alunos de ESO

Os costumam chamar para cobrir postos de trabalho não qualificados

REDACCIÓN DON BENITO
13/06/2018

 

As empresas da Extremadura são as únicas a nível nacional que solicitam estudantes de Ensino secundário para aceder ao mercado profissional. Assim o revela o estudo Necessidades laborais das empresas, apresentado ontem em Don Benito por seu presidente da Câmara Municipal, José Luis Quintana, juntamente com o presidente da Fundação {AXA}, Josep Alfonso; o de {Apyme} Vegas Altas-La Serena e Rede-{Actiba}, Daniel Nieto, e o jornalista Fernando Jaúregui, presidente de Educa 2020, que tem impulsionado o projeto juntamente com a assinatura {demoscópica} {GAD3} e a Fundação {AXA}, com a colaboração de {Apyme}, encarregada de coordenar o estudo na região. As conclusões são o resultado duma mostra de 2.500 empresas de toda Espanha.

Revela porque é que as empresas não conseguem cobrir os postos de trabalho que oferecem ou quais são os perfis mais demandados pelas companhias, para além de para onde vão os postos de trabalho do futuro ou quais são as habilidades que se demandam.

Neste sentido, no sondagem há um dado revelador é que o 45% das empresas da Extremadura e o 63% das nacionais têm dificuldades na hora de contratar e não encontram jovens adequadamente formados. Baleares, com um 82%, é a comunidade que, de longe, mais dificuldades tem na hora de cobrir as suas ofertas laborais, e precisamente Extremadura é a que menos. É este um dado muito {clarificador} das disfunções educativas espanholas, dado o elevado número de jovens que seguem/continuam desempregados/parados.

No entanto, há um indicador em que destaca especialmente Extremadura, já que é a única região em Espanha na qual suas empresas necessitam mão de obra não qualificada e onde os estudos requeridos são, simplesmente, a Ensino Secundário.

Na região e em toda A Espanha a falta de experiência e de competências técnicas são as principais dificuldades que encontram as empresas na hora de contratar, informa Efe.

Segundo este trabalhador, o 60,2% das empresas na Extremadura tem previsto manter sua plantel/quadro de trabalhadores nos próximos meses, e só/sozinho um 3 fazer despedimentos. Extremadura também está acima da média/meia entre as comunidades que mais mulheres pensam contratar, o 39%.

As notícias mais...