+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Estreitamente multou à química {Iqoxe} em quatro ocasiões

Uma investigação da Generalitat soma-se à de Polícia catalã e bombeiros. Um perito avisa do perigo dos fragmentos libertados na explosão

 

Instalações de {Iqoxe} em A {Canonja}, completamente destruídas após a explosão do tanque, ontem. - JOAN REVILLAS

EL PERIÓDICO epextremadura@elperiodico.com BARCELONA
17/01/2020

La Inspección de {Trabajo} de Cataluña desveló ayer que la empresa química {Iqoxe} (Indústrias Químicas do Óxido de {Etileno}) de La {Canonja} ({Tarragona}), onde se produziu na terça-feira a explosão de um depósito que causou três mortos, foi multada com anterioridade em quatro ocasiões, com entre 2.000 e 8.000 euros, por incumprir o regulamento. La indústria é propriedade do grupo extremenho CL.

La Conselheria de Estreitamente catalã anunciou além disso a abertura agora duma investigação a fundo que soma-se à que realizam os Polícia catalã d’{Esquadra} —cujos agentes registaram ontem as sedes de {Iqoxe} tanto/golo em La {Canonja} como em O {Prat}— e os bombeiros sobre/em relação a o sucedido. Os resultados serão entregues ao Tribunal/réu/julgado de Instrução 1 de {Tarragona} e à procuradoria por se há responsabilidade penal no acontecimento que causou também sete feridos.

O conselheiro de Estreitamente da Generalitat, {Chakir} O {Homrani}, assegurou que a Inspección de Estreitamente irá «até ao fundo para esclarecer as causas e as responsabilidades de um acidente muito grave». Acrescentou que, dos quatro processos que culminaram em sanção, um foi pelas condições de estreitamente e os outros três por incumprimentos em matéria de saúde e segurança.

Esta mesma semana, após o grave acidente na planta química de La {Canonja}, Estreitamente tem aberto outro processo. O {Homrani} explicou que seu departamento ativou a Inspección de Estreitamente de guarda justo quando se produziu o acontecimento, se bem os especialistas não têm podido aceder ainda à empresa porque as instalações estão confinadas até que os corpos de emergência acabem sua intervenção e certifiquem que o acesso é seguro. Depois da extinção do fogo, ontem se esperava acabar o transvase de óxido de {etileno} do tanque sinistrado.

INSTITUTO/LICEU QUÍMICO / Às investigações judicial e de Estreitamente sobre/em relação a o sucedido soma-se uma terceira encarregada por {Iqoxe} ao {Institut} {Químic} de {Sarrià} ({IQS}), segundo informou a empresa. «Será uma investigação independente que permitirá esclarecer os motivos da explosão duma das quatro plantas da fábrica», informou {Iqoxe} num comunicado no qual qualificam ao instituto/liceu barcelonês de «centro universitário e de investigação de referência internacional no sector químico».

Outro dos frentes abertos pelo acidente é o possível risco para a saúde da {carbonilla} resultante após a queima do óxido de {etileno}. Segundo o investigador do Conselho Superior de Investigações Cientistas (CSIC) Joan Grimalt, perito em geoquímica e poluição, urge retirar o quanto antes todos estes restos disseminados pela zona da explosão.