Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 29 de março de 2020

Ciclomotores e motas supõem já o 10% do total de veículos

ÓSCAR HERNÁNDEZ
22/04/2019

 

As motas, ou melhor dito, os veículos de dois rodas (definição que inclui portanto os {escúteres} e os ciclomotores), não deixam de ganhar espaço sobre/em relação a o asfalto ano após ano e já supõem mais de 10% do total da frota telemóvel em Espanha. Seu menor custo, sua capacidade de coar-se num trânsito saturado, a facilidade de estacionamento e sua baixa emissão de poluentes parecem ser a causa desta moda que não cessa. Assim o acreditam os peritos que têm elaborado em relatório/informe As duas rodas em Espanha, publicado por Estamos Seguros, uma iniciativa da Associação Empresarial do Seguro ({Unespa}) e a Associação Nacional de Empresas do Sector de Dois Rodas ({Anesdor}).

Esta radiografia da mota permite descobrir dados curiosos e não sempre óbvios. A idade dos condutores varia segundo se trate de motas, {escúteres} (mais urbanos e de menor cilindrada) ou ciclomotores. Estes últimos são mais típicos em jovens (menores de 25 anos), mas também nos condutores sénior (maiores/ancianidade de 65), já que este transporte destaca como característico de motociclistas novatos, mas também de maiores/ancianidade que os empregam para deslocações curtas. «O 18% dos condutores têm mais de 65 anos e o utilizam, por exemplo, para deslocar-se na zona rural desde o domicílio até ao campo onde tem o trator», explicou Miguel Ángel Vázquez, de {Unespa}.

As notícias mais...