Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 17 de fevereiro de 2020

Chile seguirá/continuará ostentando a presidência da cita/marcação/encontro


06/11/2019

 

As dificuldades às que se enfrenta a Cimeira do Clima de Madrid ({COP25}) não são poucas. Aos problemas organizativos habituais se une o risco duma presidência ostentada por um Governo, o chileno, contra a cordas, com graves dificuldades económicas e que até pode ver-se obrigado a renunciar se as mobilizações populares vão a mais. Não é o melhor cenário para pilotar umas sempre complexas negociações entre 186 países. Desde o minuto zero em que se acordou transferir a sede a Madrid, o Governo de Pedro Sánchez se tem mobilizado para ganhar tempo ao tempo. Na segunda-feira se criou uma comissão interministerial que já se tem posto mãos à obra. Não só/sozinho trata-se de prover as infraestruturas para que os 25.000 participantes possam ser feito seus trabalhos, o transporte e o alojamento, mas também de atender, entre o 2 e o 13 de Dezembro, a quase 200 delegações, entre as que figurarão um bom número de líderes mundiais.

As administrações autonómica e local já têm anunciado um aumento do transporte público e os hoteleiros garantem quartos suficientes. Madrid dispõe de 90.000 praças/vagas e capitais próximas como Segovia e Toledo somam também a sua oferta.

As notícias mais...