Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 28 de fevereiro de 2020

Umas 800 pessoas optam a 45 praças/vagas duma nova escola profissional

Outros 45 alunos têm terminado outra, dos que 10 farão práticas

R. R. M. PLASENCIA
06/11/2019

 

El 2 de Dezembro se porá em marcha uma nova escola profissional em Plasencia, com especialidades em jardinagem, carpintaria e alvenaria e acabados. Se contratará a 45 alunos e a Câmara Municipal recebeu umas 800 pedidos/solicitações, segundo os dados do vereador de Recursos Humanos, Álvaro Astasio.

A avalancha de solicitantes põe a manifesto que a formação para o emprego tornou-se noutro meio para a inserção laboral, de facto, acaba de finalizar outra escola, Plasencia emprega e quatro alunos dos 45 que tem tido «vão a começar a trabalhamos/trabalhámos», enquanto outros dez vão a realizar práticas não laborais em empresas que lhes darão experiência para uma contratação posterior, «mesmo nas mesmas empresas nas que farão as práticas», em palavras do presidente da Câmara Municipal.

Fernando Pizarro e Astasio assistiram ontem à encerramento/encerra desta escola, junto a sua diretora, Cristina Tiemblo, quem destacou tanto/golo as possibilidades de inserção profissional como o objetivo de «adequar espaços para a cidadania».

Porque esta escola, com 15 alunos alvenaria, 15 de carpintaria e 15 de jardinagem, têm realizado atuações em zonas como a praça de touros, as bancadas do campo de futebol de São Miguel, a piscina bioclimática, o prédio de serviços sociais, a Câmara Municipal, o parque de Os Pinheiros e outros dois jardins.

A Junta deu 761.000 euros e a Câmara Municipal, 20.000, embora tem adiantado outros 70.000 pela subida do Salário Mínimo Interprofissional, embora, «a Junta voltará essa quantidade/quantia quando liquide o projeto». Não obstante, o presidente da Câmara Municipal aproveitou para solicitar à Junta «que dê as quantidades/quantias e assuma a subida do {SMI}».

Quanto à nova escola, Astasio assinalou que se está a estudar atualmente se os candidatos/candidatas cumprem os requisitos.

As notícias mais...