Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 21 de septembro de 2018

Umas 200 pessoas se coordenarão para evitar incêndios este verão

Participarão todas as forças de segurança mais o {Sepei} e Infoex . El presidente da Câmara Municipal recorda que no 2017 teve detidos, já condenados a prisão

RAQUEL RODRÍGUEZ plasencia@extremadura.elperiodico.com PLASENCIA
07/06/2018

 

Unas 200 pessoas, de todos os corpos e forças de segurança, participarão este verão no dispositivo desenhado para tentar evitar fogos de pasto. Assim o confirmou ontem o presidente da Câmara Municipal após a reunião da junta local de segurança, com presença dos responsáveis de todos os corpos, bem como da vereador de Interior, o presidente da Câmara Municipal, a diretora-geral de emergências da Junta de Extremadura, Nieves Villar, o chefe de serviço de Interior da Junta de Extremadura, Víctor García Vega e o subdelegado do Governo na Extremadura, José Carlos Bote.

Policia municipal, Polícia Nacional, Guardia Civil, Proteção Civil, e bombeiros do {Sepei} da Assembleia provincial Provincial e do Plano Infoex de la Junta se encarregarão de vigiar e controlar estes incêndios, que já no passado ano «se reduziram num 80%» em comparação com anos anteriores, segundo destacou Fernando Pizarro. El presidente da Câmara Municipal recordou que a prevenção a iniciou a Câmara Municipal com a campanha de {desbroce}, neste ano com maquinaria pesada, mas desde o 1 de Junho e até setembro, estará em marcha o dispositivo de vigilância.

Também durante este período funcionará a comissão de coordenação criada no passado ano com todos os corpos participantes e presidida pela vereadora de Interior e se utilizará o {dron}, como «elemento fundamental de prevenção e controlo de riscos».

Como advertência para os pirómanos, recordou que no passado ano, se deteve aos autores de vários fogos, que foram condenados a «penas elevadas de prisão e também económicas».

controlo da feira /Por outro lado, a junta local de segurança estabeleceu também o dispositivo de vigilância durante a próxima feira, que estará formado por uma centena de pessoas. Pizarro explicou que a Policia Municipal, à que apoiará Proteção Civil, contará com 16 agentes de revezo pelas noites; que a Polícia Nacional terá apoio de Cáceres e que a Guardia Civil se dedicará à vigilância do perímetro da cidade, os acessos, o polígono industrial e a serra de Santa Bárbara, para que tenha uma importante presença nas «zonas quentes», mas sem desatender ao resto da cidade.

As notícias mais...