Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 20 de septembro de 2018

Uma empresa estrangeira tem interesse/juro em abrir uma planta de reciclagem de plástico

Após ter contactos verbais, tem que apresentar o projeto

REDACCIÓN PLASENCIA
06/06/2018

 

A Câmara Municipal e investidores duma firma/assinatura/assina estrangeira celebraram vários encontros verbais devido ao interesse/juro dos empresários em construir uma planta de reciclagem de plástico em Plasencia. O primeiro passo para que possa ser uma realidade é que apresentem o projeto na Câmara Municipal, o que segundo disse ontem o presidente da Câmara Municipal, poderia acontecer «nas próximas semanas». Uma vez apresentado, o estudarão os técnicos e comprovarão se necessita autorizações por parte da Junta.

Segundo indicou o presidente da Câmara Municipal, a empresa tem sede em Índia e também em EUA e Reino Unido e escolheu Plasencia por ser «um ponto equidistante com Madrid, Portugal e os portos do sul de Espanha e norte de África».

Se dedica à transformação de garrafas de plástico em fio e a sua intenção é levantar a planta em três fases. «A primeira está valorizada em 10 milhões de euros e permitiria contratar a 60 empregados à margem da construção. Teria oito meses de prazo de execução e necessitam 1,5 hectares de chão com possibilidade de ir alargando o terreno para uma segunda e terceira fase».

Fernando Pizarro destacou também ontem que parte de seus benefícios os dedicaria a questões sociais, culturais, desportivas e ambientais.

Dado que outras ofertas empresariais não têm coalhado, desta disse que a Câmara Municipal a tem tomado «com prudência, mas sabendo que é a sério».

As notícias mais...