Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 28 de fevereiro de 2020

Os serviços do comboio se transferem a tendas de obra em Março

A previsão é que em verão esteja concluída a estação

R. R. M.
14/02/2020

 

A finais deste mês, está previsto que se instalem tendas de obra no acesso principal à estação de comboio de Plasencia, onde se emprestarão provisoriamente os serviços da estação. O motivo é o início dos trabalhos de remodelação no edifício principal, onde agora se presta o serviço de venda de notas/bilhetes e há uma cafetaria.

O anunciou ontem o presidente da Câmara Municipal, Fernando Pizarro, após uma visita às obras, que começaram no mês de Outubro e decorrem «de forma adequada», de modo que a previsão é que se cumpra o prazo de execução de dez meses e tenham concluído durante o próximo verão.

Pizarro explicou que se demoliu já o 40% do antigo cais de finais do século XX, do qual a Câmara Municipal pediu conservar uma parte como testemunho de um edifício «da revolução industrial». Nessa zona se localizará a nova cafetaria e, no exterior, entre 70 e 100 lugares de estacionamento.

Por outro lado, na zona mais próxima à rua Fator, se têm preparado já os acessos e saídas e se tem descoberto um muro de {mampostería}, «parte da construção originalíssima», que se conservará.

A obra tem uma dotação duns 5 milhões de euros com IVA e soma-se a outras duas de eliminação de passos a nível. Além disso, se está licitando uma terceira obra de adequação de «a praia das vias».

Tudo para «permitir a bilhete de comboios de altas prestações, que é a ginja do processo e até que o TGV possa incorporar-se. Eu {aspiro} a que o TGV chegue e pare, tenha bilhete e saída», sublinhou.

Entretanto, aplaude que no 2021 se abra o troço até Badajoz, mas pediu que se acelere o de Plasencia a Madrid porque é o destino com maior/velho fluxo de viajantes de Plasencia.

As notícias mais...