Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 23 de septembro de 2018

Saúde reduz a espera para fisioterapia ao unificá-la na Data

Se está reformando a antiga gerência para acolher a mais pessoal e usuários. Cada mês realizam-se mais de 220 sessões individuais no centro de saúde

RAQUEL RODRÍGUEZ
12/06/2018

 

Desde que o serviço de Fisioterapia de Atenção Primária se tem unificado no centro de saúde da Data, se têm incrementando em mais de 220 as sessões individuais que cada mês realizam-se na unidade e «embora como é lógico se têm incrementado os usuários, a espera é bastante inferior à que existia quando os pacientes deviam ir à consulta de Reabilitação» e depois à Unidade de Fisioterapia do hospital. O afirma a Conselheria de Saúde num balanço dos primeiros meses de posta em marcha da unificação.

Agora, todos os vizinhos/moradores de Plasencia, independentemente do centro de saúde ao que pertençam, possam receber/acolher este serviço em A Data, enquanto antes, para patologias suscetíveis de ser atendidas em Fisioterapia de Atenção Primária, «uns podiam ser derivados diretamente por seu médico de família e recebiam tratamento num ou dois meses e outros deviam ser derivados ao Serviço de Reabilitação (com seu correspondente lista de espera) e daí eram derivados à Unidade de Fisioterapia hospitaleira (e seu correspondente lista de espera também)».

Segundo a conselheria, «isto provocava demoras, em ocasiões de mais de um ano, e um tempo de espera muito superior ao de outros usuários de Plasencia e da área». Por isso agora, e apesar de que a assistência melhorou e os tempos se têm reduzido, «os dados se revêem continuamente para manter uns prazos de dias de demora máxima aceitáveis e sustentáveis».

Com a previsão do aumento de usuários, o SES contratou em Dezembro passado a uma {fisiterapeuta} para reforçar o horário de tarde. Agora, para assegurar o bom funcionamento da unidade, se estão levando a cabo obras de reforma no prédio da antiga gerência, contíguo ao centro de saúde da Data.

Isto permitirá acolher a mais profissionais e mais usuários. A previsão da Conselheria de Saúde é que em três ou quatro semanas culminarão as obras e o prédio se dotará duma sala de espera, balneários e casa de banho para os pacientes, sistemas de box que permitirão receber/acolher tratamento de eletro e {magnetoterapia} cumprindo normas de segurança e intimidade dos usuários e três gabinetes para consulta de Fisioterapia.

Além disso, se está atuando na canalização, instalação elétrica, iluminação e climatização. Em geral «se disporá duns espaços mas largos e com maior intimidade para ser feito os tratamentos de onda curta, electroterapia, {magnetoterapia}...»

As notícias mais...