Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 25 de novembro de 2017

{Saluscastanea} inicia sua andamento para melhorar a saúde florestal dos castanheiros

Se fará aplicando técnicas inovadoras para controlar pragas

EFE PLASENCIA
02/09/2017

 

O Ministério de Agricultura, Pesca, Alimentação e Ambiente tem aprovado uma ajuda económica que permite dar início o projeto {Saluscastanea}, dirigido a promover a saúde florestal do castanheiro mediante técnicas inovadoras.

Este grupo operacional/operativo nacional, no qual participam a Agrupamento de Cooperativas do Valle del Jerte e a Associação de Produtores de Castanha de Villuercas, ambas na província de Cáceres, persegue a conservação e recuperação do habitat do castanheiro. Isto se levar a cabo mediante a aplicação de técnicas inovadoras para o controlo de pragas e doenças, e a utilização da gestão como ferramenta de conservação.

A razão de ser desta iniciativa parte da consideração da atividade económica em torno do castanheiro «como de vital importância por tratar-se de um agente gerador de recursos» no meio rural no qual se assintam as masas de castanheiro, explicou Associação de Produtores de Castanhas de Villuercas numa nota.

Em torno de {Saluscastanea} se reuniram sete entidades em representação de várias zonas onde é característico o castanheiro, como são Galiza, Castela e Leão, Andaluzia, Extremadura, Asturias e Catalunha.

{Saluscastanea} quer pôr o foco no castanheiro como espécie florestal estratégica na vida rural das áreas onde é característica.

As notícias mais...