Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 23 de novembro de 2017

O risco está na magia

O mágico de Plasencia Víctor Cerro dará aulas no Real Centro Universitário {Escorial}-María Cristina junto a outros grandes {ilusionistas} como Jorge Blass ou {Yunke}; começará a partir do mês de Janeiro

ALEX DE MATÍAS plasencia@extremadura.elperiodico.com PLASENCIA
10/09/2017

 

El mágico local Víctor Cerro não concebe a magia sem esse ponto de risco que têm seus espetáculos. Isso é o que fez que o {presitigioso} Real Centro Universitário {Escorial}-Maria Cristina, inscrito à Universidade {Complutense} de Madrid, lhe chamasse para dar a cadeira Magia de risco que se oferecerá a partir do mês de Janeiro.

Recebeu a chamada do diretor desta disciplina de {ilusionismo}, Fernando Arribas, quando estava de viagem. «Não me o pensei duas vezes e disse-lhe que sim. Queria estar ao lado deste prestigioso {ilusionista} que tem numerosos prémios por sua originalidade e sua apresentação, única no mundo, para além de partilhar trabalho com outros mágicos importantes como Jorge Blass ou {Yunke}, entre outros», assinalava Víctor Cerro.

Estas classes de magia se começaram a dar no ano 2013 e se equiparan ao que seria Belas Artes. Agora se quer dar magia de risco «cujo origem está em Estados Unidos com o famoso escapista {Houdini}». Para o mágico de Plasencia é «um honra» ser o «único especialista deste tipo de {ilusionismo} que vá a dar classes de isso», explicava Víctor.

Está contente/satisfeito, mas «com sentimentos encontrados» porque os mágicos que se dedicam ao risco «somos muito herméticos e os truques, praticamente os temos inventado nós». Desta maneira, «agora tenho que partilhar todos meus truques com a comunidade mágica e já não vão a pertencer a mim», resenhava o mágico.

Em suas classes proporá aos alunos que sejam eles aqueles que realizem os truques ou não «porque têm que saber que o risco é real, mas que se se está bem preparado, física e mentalmente, não há problema, já que temos de ser rápido e hábil para fazer o truque da forma mais rapidíssima possível». Também está considerando que sejam os mesmos alunos os que os acreditam. «Temos de ter medo para estar alerta, mas o medo não se pode {apoderar} de ti quando estas fazendo a magia», sentenciava Víctor Cerro.

As notícias mais...