Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 24 de septembro de 2018

Recolhem/expressão firmas/assinaturas por internet para que o Talgo pare na estação de Plasencia

Pizarro reconhece que o comboio ao que substitui também não parava antes

REDACCIÓN PLASENCIA
10/01/2018

 

El novo Talgo que unirá Madrid com Badajoz entrará em serviço o 1 de Março, mas não parará na estação de Plasencia. El presidente da Câmara Municipal assinalou ontem que «é o mesmo e com as mesmas paragens/desempregadas/paradas que pôs Zapatero e retirou depois», isto é, que não se elimina a paragem/desempregada/parada, mas antes também não a teve.

Não obstante, tem surgido uma iniciativa cidadã de recolha de assinaturas através do portal {change}.{org}, que reivindica que Plasencia «é uma cidade que tem tido sempre umas boas cifras de viajantes e de turistas e agora quando parece que se ouve a Extremadura para que tenhamos umas comunicações dignas e nos voltam a trazer o Talgo, se deixa fora à cidade mais importante do norte da Extremadura».

A petição/pedido, que ontem à tarde superava as 1.600 firmas/assinaturas, aponta que «faz já muitos anos que nos têm ido retirando comboios. El comboio Rota da prata, o comboio direto a Barcelona, o Talgo e já somente nos ficam os regionais que tantas avarias têm».

Por isso, considera que «já é hora de lutar todos pela estação de comboio de Plasencia, para que recupere linhas. {Reclamamos} todos que parem este e outros comboios em Plasencia e que não tenhamos que ir a Monfragüe a pegar/apanhar o comboio».

Fernando Pizarro revelou ontem que em breve manterá uma reunião com o presidente de {Renfe} -está à espera de data- e «o {analizaremos}», disse.

As notícias mais...