Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 13 de novembro de 2018

Proporções e maiorias

JOSÉ ANTONIO VEGA VEGA Catedrático de Universidad
13/02/2018

 

Ciudadanos e Podemos estão unindo forças para alcançar uma reforma da lei eleitoral que lhes proporcione maior representação parlamentar. As formações aduzem que nosso regime eleitoral falência o princípio de proporcionalidade do voto e prejudica aos partidos minoritários.

Na Transição se optou pela regra D´{Hont} para garantir governos fortes. Desde este ponto de vista, temos que reconhecer que nosso sistema eleitoral tem favorecido a estabilidade política. Por outro lado, os períodos de governos minoritários têm resultado muito negativos para o conjunto/clube do país, e os efeitos os estamos a viver agora em Catalunha e no País Basco.

Desde uma ótica teórica a proporcionalidade parece mais justa. Mas na prática não é assim. Temos de ter em conta que as regiões menos desenvolvidas também costumam ser as menos povoadas, com o qual suas necessidades teriam poucos protetores no parlamento. A única forma de que todos os votos tivessem o mesmo valor seria com uma circunscrição única em todo o Estado. Mas também não se alcançaria essa pretendida justiça na representação, já que os que designam aos candidatos são os partidos políticos, de modo que as grandes concentrações urbanas, que somam mais filiados/inscritos, colocariam mais candidatos nas listas.

O problema eleitoral não reside só/sozinho em optar por um sistema proporcional ou maioritário. Uma lei eleitoral deve ser democrática. Mas a democracia não descansa só/sozinho em alcançar uma proporcionalidade em votos. A verdadeira democracia deve procurar a justiça social. E se queremos uma autêntica representação dos cidadãos, é necessário discriminar positivamente a alguns territórios conferindo'ls maior poder/conseguir de decisão. Em suma, não só/sozinho é questão de proporções ou maiorias de votos, mas de não esquecer que a política tem como fim último organizar a sociedade para alcançar o progresso e o bem-estar dos cidadãos.

As notícias mais...