+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Prémio ao estreitamente e a ajuda ao outro

Esforço, constância e solidariedade confluem nos nove flamejantes prémios São {Fulgencio}

 

Premiados 8 Um momento do ato, com os premiados e autoridades. - TONI GUDIEL

Migas 8 Cola para el reparto, na praça/vaga Maior/velho. - TONI GUDIEL

RAQUEL RODRÍGUEZ plasencia@extremadura.elperiodico.com PLASENCIA
17/01/2020

Policía Local de gala, a corporação municipal com o presidente da Câmara Municipal à cabeça, o senador Javier Garcinuño, o bispo, autoridades civis, militares e eclesiásticas e o claustro do centro cultural As Claras cheio para homenagear a seis coletivos e três pessoas no dia do patrão da cidade e a diocese de Plasencia. Os prémios São {Fulgencio}, organizados pelo Câmara Municipal, foram o epílogo emotivo da jornada festiva.

Umas 300 pessoas assistiram a um ato onde o presidente da Câmara Municipal, Fernando Pizarro e o bispo, José Luis Retana, entregaram os prémios aos galardoados. Especialmente emotiva foi a entrega a Ángel Custodio, diretor de Cáritas Diocesana de Plasencia e exvereador de Cultura, por parte do bispo. O presidente nacional de Cáritas, Manuel Bretón, não quis faltar à cita/marcação/encontro.

Abriu o ato o hino de Espanha e um vídeo de apresentação e elogio dos premiados, nove pela primeira vez: Aspace, a escola São {Calixto}, a escola Alfonso VIII, Cáritas, a associação Amigos {Modelistas}, a jogadora de basquetebol Mamem Blanco, o ex-diretor da escola de cozinha, Jesús Fragua, a bloguista Sandra Majada e a associação de mulheres de São Miguel.

Aos agradecimentos dos premiados se somou depois o do presidente da Câmara Municipal, que detalhou além disso as virtudes de cada um, as que lhes fizeram «merecedores» destes galardões.

A nota musical a pôs o coro {Cum} {Iubilo}, baixo/sob/debaixo de a direção do tenor Daniel Izquierdo e o ato terminou com a interpretação do hino de Plasencia.

Foi o ponto e final a uma celebração que se viveu na rua graças às donas de casa e os membros do governo municipal que colaboraram na distribuição de miolo, {perrunillas} e vinho doce. No afastado religioso, às sete da tarde começava uma missa na catedral presidida pelo bispo e {concelebrada} por padres da diocese, onde não faltou a procissão com o Santo.

Uma vez terminada, a corporação saiu baixo/sob/debaixo de {maza} desde/a partir de a Câmara Municipal até ao centro de As Claras.