Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 1 de abril de 2020

O prazo de pagamento a fornecedores, em 81,13 dias por faturas de 2018

A Receita Federal assinala que a maioria se pagam numa faixa de 10 a 15 dias. A oposição vê «escandalosa» esta demora face aos 30 dias legais

RAQUEL RODRÍGUEZ plasencia@extremadura.elperiodico.com PLASENCIA
09/03/2020

 

Segundo expressa o processo do orçamento de 2020 aprovado, o prazo de pagamento aos fornecedores da Câmara Municipal de Plasencia se situa numa média de 81,13 dias, mas isto não significa que todo fornecedor que hoje empreste algum serviço à Câmara Municipal vai demorar 81,13 dias em receber porque o que tem «desnivelado» o prazo médio de pagamento são faturas de 2018 e alguma de 2017 que ainda não se têm pagado.

Assim o explicou o vereador de Finanças, José Antonio Hernández, após as críticas de todos os partidos da oposição perante um período de pagamento que o PSOE considera «escandaloso», dado que a lei fixa um máximo de 30 dias e que Unidas Podemos e Ciudadanos censuram também, sobretudo, pelo prejuízo que supõe para os trabalhadores independentes e pequenos empresários.

Mas Hernández assinala que, como trata-se de uma média, o problema é que há faturas que acumulam «mais de 300 dias sem pagar-se». Som as incluídas num pacote de faturas extrajudiciais que o vereador prevê pagar enquanto esteja pronta a liquidação do orçamento de 2019 porque se espera que tenha remanescentes. Além disso, a sua intenção é incluir neste pacote algumas faturas de 2019.

Por enquanto, somam um montante duns 354.000 euros e a ideia do vereador é que a liquidação esteja lista em Abril.

Assinala que a sua intenção era lhes ter pago no passado ano, mas a liquidação chegou em Novembro e se produziu outra circunstância, que o departamento de Intervenção «as tem reparado todas». Isto é, tem posto inconvenientes pelo procedimento realizado e houve que levantar os inconvenientes «um a um», o que levou até ao mês de Fevereiro.

Para além de estas faturas, Hernández sublinha que as faturas se vão pagando num prazo de «dez ou quinze dias, algumas mesmo em cinco e, no caso dos serviços licitados, a mês vencedor». Afirma que lamenta a situação das extrajudiciais e «estamos trabalhando para travá-lo».

As notícias mais...