Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 14 de dezembro de 2019

A policia municipal centrará a oferta de emprego municipal deste ano

Ainda devem incorporar-se dois agentes da convocatória de 2018. Se tirarão 5 praças/vagas por turno livre, 4 por mobilidade e 2 por promoção interna

RAQUEL RODRÍGUEZ
18/07/2019

 

Once polícias locais da plantel/quadro de Plasencia se jubilam neste ano -dez já o fizeram e o undécimo fá-lo-á em setembro- e onze serão as praças/vagas que tirará para a policia municipal a Câmara Municipal de Plasencia dentro de a sua oferta de emprego público deste ano. O corpo centrará a oferta porque só/sozinho se somará uma mais, de arquiteto treinador.

Assim o aprovou ontem a mesa geral de negociação municipal, formada pelos grupos políticos municipais e sindicatos com representação municipal e presidida pelo vereador de Recursos Humanos, Álvaro Astasio, que ontem mesmo deu a conhecer os acordos da terceira mesa celebrada já desde o início da legislatura.

Astasio explicou que, das 11 praças/vagas para a policia municipal, 5 serão de agentes e se tirarão por turno livre; outras quatro serão também de agentes, mas se cobrirão por mobilidade e 2 serão praças/vagas de oficiais, que sairão por promoção interna.

Por outro lado, o vereador assinalou que ainda estão pendentes de cobrir duas praças/vagas de agentes da oferta pública do ano passado. Explicou que, o 12 de Junho, se publicaram as listas provisórias de admitidos e excluídos, sem reclamações e o 12 de Julho, as definitivas e se nomeou ao tribunal. Depois, um admitido tem solicitado realizar uma reclamação «acreditamos que contra algum membro do tribunal», pelo que terá prazo para reclamar e se estudará a reclamação, com o que terá uma nova publicação já em setembro e, a partir de nessa altura, se poderá reunir o tribunal.

Astasio indicou também que o intendente tem renunciado a presidi-lo e que se tem recusado uma reclamação sua à reestruturação da polícia que realizou, que irá a comissão informativa e ao plenário/pleno deste mês.

Quanto à oferta de 2019, a praça/vaga de arquiteto treinador sairá também por turno livre e se têm aprovado as bases para um posto de monitor ocupacional para o {CRPS} por concurso-oposição/concurso público, para uma contratação temporal de interinidade até à incorporação de seu titular, a atual vereadora Isa Blanco. Uma vez que se aprovem as bases em junta de governo e se publiquem no boletim da província, os interessados terão 20 dias para apresentar pedidos/solicitações e começará o processo seletivo.

As notícias mais...