Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 26 de septembro de 2017

Plasencia em Comum mostra-se contra da rotunda da universidade

O consideram um «esbanje de dinheiro» que não é «necessário»

ALEX DE MATÍAS PLASENCIA
28/08/2017

 

La formação política Plasencia em Comum ({PeC}), liderada por Abel Izquierdo, emitiu um comunicado mostrando-se «contra» da construção da rotunda junto à universidade porque não o vêem «necessário», assinalou.

Desde {PeC} acreditam que o investimento dos fundos {DUSI} nesta infraestrutura «não tem relação direta com o desenvolvimento económico da cidade, e também não com os objetivos temáticos que perseguem estes fundos como a redução de emissões de carbono, a proteção do ambiente ou promover a inclusão social e a luta contra a pobreza», explicaram no comunicado.

Também consideram que suporia «um esbanje de dinheiro público» num cruzamento que «atualmente não tem sinistralidade destacada e perfeitamente regulada por semáforos». Por isso, convidam a que se use esse dinheiro para «a criação duma frota de autocarros públicos elétricos ou a criação de paragens/desempregadas/paradas de táxi dignas», sentenciaram desde {PeC}.

Diante da ideia de colocar um mastro com a bandeira de Espanha, Plasencia em Comum o rejeita porque considera que este espaço público «deveria contar com elementos comuns que identifiquem a todas as vítimas», asseguraram no comunicado.

Esse projeto foi anunciado pelo presidente da Câmara Municipal faz umas semanas e que serviria para melhorar o ambiente da futura residência de maiores/ancianidade na zona.

As notícias mais...