Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 25 de novembro de 2017

Melodias para os sentidos

O Agrupamento Musical Última Ceia cumprirá seu terceiro aniversário com novo uniforme

ALEX DE MATÍAS plasencia@extremadura.elperiodico.com PLASENCIA
11/09/2017

 

La boa música se carateriza por fazer sentir cada nota. Se a isso lhe {unimos} sacrifício, esforço, trabalho e humildade, só/sozinho se pode pensar na Agrupamento Musical Última Ceia, uma jovem grupo/ponta que cedo cumprirá seu terceiro aniversário. E além disso, na Páscoa de 2018 estrearão uniformes, graças ao acordo/compromisso de seus componentes e da Irmandade da Última Ceia e a Virgem do Amor.

O projeto surgiu faz uns meses quando desde a diretiva do grupo «{decidimos} dar um passo mais para dar mais garridice e elegância à agrupamento musical, pois já não somos uma grupo/ponta nova nem pequena e temos que seguir/continuar abrindo'ns passo», assinalava Mario Sánchez, diretor da Agrupamento Musical Última Ceia. É que na atualidade já são 55 componentes os que formam esta jovem grupo/ponta.

Puseram-se a trabalhamos/trabalhámos em isso e contactaram com a empresa Confrades de Paixão, de Ciudad Real, «a aqueles que agradecemos o seu trabalho, seu ajuda e seus conselhos». Queriam um trouxe «simples e elegante» que será negro «com toques da cor da irmandade e não podemos dizer muito mais até à apresentação», explicava o diretor.

Além disso, também agradeceu o esforço e o acordo/compromisso «de todos os componentes e da irmandade para {frontar} este investimento». Para o diretor do agrupamento, a palavra com a que define a este grupo de músicos é «ilusão/motivação, porque se vê em suas caras essas vontade que têm de fazer música em cada ensaio», resenhava Mario Sánchez.

Em Maio cumprirão seu terceiro aniversário e o balanço que fazem até agora «é muito positivo, conseguimos muitas coisas desde que começamos e vai-se refletindo no dia-a-dia e em cada atuação que temos», sentenciou Mario.

As notícias mais...