+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O germe duma confraria

Mais de 40 pessoas fazem parte já duma agrupamento sacramentado nascido na paróquia de O Salvador e que aspira a {procesionar} na tarde/noite do Domingo de Ramos, embora sem data ainda

 

Amigos 8 Alguns dos membros do agrupamento sacramental, com o pároco de O Salvador. - TONI GUDIEL

RAQUEL RODRÍGUEZ
01/03/2020

Lo que começou como um grupo de amigos com a ideia de criar um agrupamento paroquial se tem transformado no germe da que será uma nova confraria que {procesionará} na Páscoa de Plasencia. A irmandade do Santíssimo Cristo del Calvario e Nossa Senhora da Amargura será seu nome e sairá em procissão o Domingo de Ramos «à tarde/noite».

Mas ainda não há data para essa primeira saída porque agora, «o principal é crescer como irmãos», em palavras de Javier Izquierdo, cabeça visível desta agrupamento sacramentado da que fazem parte atualmente 44 pessoas.

Todas têm relação com a igreja de O Salvador, cujo pároco deu «todo o seu apoio» a esta iniciativa de «irmandade sacramental e de penitência».

Como seu fim último é constituir-se em confraria e {procesionar}, têm contactado com um diretor artístico para o design de seu escudo, estandarte e passos. O escolhido foi o {imaginero} {sevillado} Francisco José Aguado.

Graças a este escultor, já têm podido apresentar em sociedade seu escudo, formado por um {cáliz}, dois anjos com {cartelas}, duas das imagens da futura confraria, o Cristo del Calvario e a Virgem e as cinco cruzes de Jerusalém. Este será o escudo que levará seu estandarte.

Sobre/em relação a as imagens, Izquierdo explicou que a primeira que verá a luz será a do Cristo, crucificado no monte Calvario. Seguidamente, se trabalhará num conjunto/clube escultórico, formado pelo Cristo, o soldado {Longino} a um lado e, ao outro, José de Arimatea e María Magdalena. Além disso, embora já «num futuro», a confraria contará com a Virgem, que irá sob pálio, com San Juan. Uma vez que {procesionen}, vestirão hábito preto com cinto largo de {esparto}.

Mas por enquanto, no presente, o que necessitam som mais irmãos e, por isso, Izquierdo convidou «a tudo quem quiser a somar-se ao projeto». Enquanto, procurarão financiamento por meio de cotas, donativos, venda de lotaria...

O presidente da Câmara Municipal, que acompanhou a Izquierdo na apresentação, destacou a «transcendência social e sua contribuição à história, a arte e o turismo» das atuais confrarias de Plasencia e a que chegará.