+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O estacionamento da rua Velázquez abrirá com uns 6 meses de atraso

Sua finalização está prevista em primavera e deveu acabar em Agosto

 

Vista do estado que apresenta o estacionamento de Velázquez. - TONI GUDIEL

R. R. M. PLASENCIA
23/11/2019

En Agosto de 2018 começou a obra de estacionamentos mais importante em Plasencia financiada com fundos europeus, o parque de esacionamento da rua Velázquez, com 302 praças/vagas. Seu prazo de execução era de um ano, com o que deveu entrar em funcionamento em Agosto passado, no entanto, não fá-lo-á até à próxima primavera, isto é, com um atraso de mais de seis meses.

O dado o deu o presidente da Câmara Municipal de Plasencia, Fernando Pizarro, esta terça-feira, num revisão às obras custeadas com fundos europeus dentro de um projeto gerido pela Assembleia provincial Provincial de Cáceres.

Após manter uma reunião técnica nesta semana, «os técnicos, não os políticos, falam da possibilidade de que se possa utilizar/empregar em primavera». Confia em que este prazo se cumpra porque «será difícil encontrar surpresas de aqui em adiante» porque já está lista a primeira planta, que fica por solar para começar a instalar a segunda.

paralisação das obras / Desde seu início, a obra parou entre Março e Maio por um reformado do projeto, que elevou seu custo, de 1,1 milhões iniciais a 162.597 mais e no passado verão, pelo mudança de contrata da empresa que fazia as {voladuras}, informou nessa altura a assembleia provincial.

O segundo estacionamento em marcha e também à custa de fundos europeus que co-financia a administração provincial é o de {Eulogio} González. Com 18 meses de prazo de execução, prevê-se que terminará com atraso, embora neste caso porque se estão documentando e catalogando restos que têm aparecido, concretamente da instalação de dois fornos. Pizarro acredita que, neste caso, a demora está justificada.

E uma terceira obra deste projeto é o reordenamento da porta {Berrozana}, que «acabará a final de ano» porque só/sozinho falta por acabar uma zona verde e {echar} o asfalto.