Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 20 de septembro de 2017

A escola Ramón e {Cajal} já é um espaço ‘{cardioseguro}’

Tem adquirido um desfibrilhador e onze professores receberam formação

RAQUEL RODRÍGUEZ plasencia@extremadura.elperiodico.com PLASENCIA
13/09/2017

 

No passado 2 de Junho, a escola Ramón e {Cajal} fazia sua marcha anual solidária com um objetivo, o de reunir dinheiro para adquirir um desfibrilhador para o centro. E dito e feito porque a escola já o tem adquirido, seus professores se têm formado e já conta com a placa que o acredita como zona {cardiosegura}.

Fê-lo público ontem o responsável de Proteção Civil, Ángel Carretero, quem aplaudiu a campanha de informação a colégios levada a cabo pelo Câmara Municipal de Plasencia através precisamente do serviço de Proteção Civil. Em suas instalações, se têm formado o contínuo e onze professores da escola Ramón e {Cajal} para saber utilizar/empregar o novo desfibrilhador, se nalguma ocasião fora necessário.

A escola o tem adquirido e a formação a recebeu da empresa {Ibercardio}, embora Proteção Civil também colaborou desinteressadamente nos oficinas e também informando «sobre/em relação a a importância de criar zonas {cardiosaludables} ou {cardioprotegidas}, como são os centros escolares».

Desde o primeiro momento, sua diretora, {Marci} Prieto, o professorado e os pais se consciencializaram da importância de adquirir o desfibrilhador e organizaram um feira, uma rifa e venderam dorsais para a marcha e poder/conseguir reunir o dinheiro.

As notícias mais...