+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

La ecopista reabrirá, depois de/após 15 anos, o túnel de São Lázaro

El percurso/percorrido incluirá um troço urbano e finalizará na estação de caminho-de-ferro. De 180 metros, se iluminará e estará fechado pelas noites por segurança

 

Uma imagem da visita ao túnel, com os dois vereadores à esquerda. - EL PERIÓDICO

RAQUEL RODRÍGUEZ
25/02/2020

El projeto de conversão do percurso/percorrido da Via da Prata em caminho natural para ciclistas e passeantes permitirá reabrir em Plasencia um túnel que leva fechado quinze anos, o túnel de São Lázaro. Uma visita técnica à zona permitiu comprovar que se encontra «em muito bom estado de conservação», pelo que será possível reabrirlo «sem necessidade duma grande investimento».

São palavras do vereador de Ambiente, Sergio López, que participou na visita junto à vereadora de Turismo, {Belinda} Martín. Esta destacou ontem que a conhecida como ecopista «vai ser positiva para nossa cidade porque vai a atrair outro tipo de turismo ao que não estamos acostumados, um cicloturismo de famílias e grupos de amigos».

El troço de Plasencia será a continuação do Plasencia-Jarilla e, segundo López, a intenção é que, uma vez conclua este, comece o de Plasencia. «La ideia é dar continuidade a tudo o percurso/percorrido». Por isso, a redação do projeto vai-se a iniciar/dar início com urgência e a previsão do vereador é que «num mês ou mês e meio comece a obra e no mesmo ano se lhe dê continuidade pelo túnel».

O que falta por concretizar ainda é o percurso/percorrido desde/a partir de a saída do túnel. Este tem 180 metros e, entre as decisões já tomadas, está sua iluminação e o fecho pelas noites «por segurança». La intenção é sinalizar desde/a partir de Jarilla o horário de fecho e também a criação de vias pelas que se possa contornar e continuar com o percurso/percorrido até sua finalização.

Igualmente, se restaurará uma passarela pedonal e instalar-se-ão estruturas de segurança para evitar quedas. Uma vez passado o túnel e dado que não se pode utilizar/empregar a via porque segundo {Adif} ainda tem parte em serviço, começaria o troço urbano e se consideram dois opções, pela rua São Cristóbal até à ribeira do rio, Bispo {Laso} e Bispo Dom {Bricio} até à estação de comboio, onde finalizará, ou pela rua Galisteo e Bispo Dom {Bricio}, um troço mais direto e curto.

O que também está decidido é que o caminho terminará na estação de caminho-de-ferro, onde terá estacionamentos para bicicletas, um espaço para mudar-se e um ponto de informação turística, explicou López.